Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Flamengo pode encerrar Carioca com melhor defesa da história da competição

Rubro-Negro tem números melhores que o Fluminense de 1911, atual dono da marca

Futebol|

Lance
Lance Lance (Lance)

O Flamengo tem a chance de terminar o Campeonato Carioca de 2024 com a melhor defesa da história da competição. Com apenas um gol sofrido em 12 partidas, o Rubro-Negro tem números superiores ao do Fluminense de 1911, atual dono da marca, e pode quebrar o recorde que perdura por mais de 100 anos. Os números são do DataFut, perfil nas redes sociais especializado em dados do futebol.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Atualmente, o Flamengo tem a incrível média de 0,08 gol sofrido por jogo. Dos 12 jogos disputados, até aqui, a defesa rubro-negra só foi vazada no empate em 1 a 1 diante do Nova Iguaçu, na segunda rodada da competição. Detalhe: o time entrou em campo com equipe alternativa, majoritariamente de atletas da base e comandada por Mário Jorge, técnico do sub-20.

Os números atuais do Fla seriam suficientes para superar a marca do Fluminense, que, há 113 anos, tomou apenas um gol nas seis partidas daquele Campeonato Carioca. O Tricolor encerrou o estadual com média de, aproximadamente, 0,17 gol sofrido por partida e é o detentor da melhor marca até os dias de hoje.

Publicidade

Se o recorte for considerar o mínimo de 12 partidas - total de jogos disputados pelo Flamengo até aqui - a melhor defesa da história do Carioca seria do Vasco de 1977. Na época, o Cruz-Maltino foi vazado em cinco oportunidades nas 29 partidas realizadas, uma média também próxima de 0,17, mas pouco superior ao Fluminense de 1911.

Caso se classifique à final do Cariocão, o Flamengo terá mais três partidas neste estadual. Assim, a equipe não pode levar mais de um gol nos jogos restantes para quebrar o recorde histórico. O Rubro-Negro tem uma vantagem de 2 a 0 sobre o Fluminense e disputa a vaga na decisão no sábado (16), na partida de volta das semifinais.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.