Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Final do Carioca: árbitro relata cantos homofóbicos da torcida do Flamengo em súmula

Wagner do Nasscimento Magalhães comentou sobre os gritos dos rubro-negros no clássico deste fim de semana

Futebol|

Lance
Lance Lance

O Flamengo venceu o Fluminense por 2 a 0 no jogo de ida da final do Carioca, e a torcida rubro-negra fez festa no Maracanã. No entanto, após as expulsões de Samuel Xavier e Fernando Diniz, do Tricolor, uma parte dos adeptos presentes entoou cantos homofóbicos em direção à torcida adversária. O episódio foi relatado na súmula pelo árbitro Wagner do Nascimento Magalhães.

+ Análise: Flamengo não precisa abrir mão de suas qualidades para ser competitivo

No momento em que os cantos apareceram nas arquibancadas do Maracanã, o Flamengo tinha acabado de ficar com um jogador a mais. O lateral direito Samuel Xavier chegou por cima, de sola, em Ayrton Lucas e recebeu cartão vermelho direto. Durante a reclamação, Fernando Diniz também foi expulso por ofender a honra do árbitro, como relatado na súmula.

VEJA O QUE RELATOU O ÁRBITRO

"No momento das expulsões do atleta Samuel Xavier Brito e do técnico Fernando Diniz, ambos do Fluminense Football Club, no período em que a partida ficou paralisada, parte da torcida do Flamengo entoou canto homofóbico em ofensa à torcida adversária".

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.