Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Conheça os Bukaneros, torcida organizada do Rayo Vallecano que luta por causas sociais e combate ao racismo

'Ultras' da equipe madrilenha formam coletivo conhecido por lutas contra preconceito e repressão

Futebol|

Lance
Lance Lance

O mundo do futebol se voltou novamente à discussões sobre racismo no esporte, após o episódio lamentável ocorrido contra o brasileiro Vini Jr no duelo entre Valencia e Real Madrid, pela 35ª rodada de LaLiga no último domingo. Em meio a tantas torcidas na Espanha que protagonizam cenas lamentáveis de preconceito racial, existe um coletivo do Rayo Vallecano, tradicional clube madrilenho, que é conhecido justamente por lutar por causas sociais, por igualdade e contra a repressão.

CONHEÇA OS BUKANEROS

Fundada em 1992, a torcida organizada Bukaneros apoia o Rayo Vallecano de forma incondicional. O viés do clube, localizado no bairro de Vallecas, em Madri, sempre foi o da resistência operária, o que é representado pelo coletivo. Os Bukaneros são conhecidos por sua forte ideologia de esquerda, que luta por causas sociais e combate ao preconceito.

Vallecas teve uma importância fundamental na resistência contra a ditadura na Espanha, durante o século XX. Os Bukaneros representam uma das torcidas organizadas mais engajadas em ideologias políticas e sempre cantam nas arquibancadas cânticos contra racismo e fascismo. Além disso, o coletivo é contra a comercialização excessiva de marcas no esporte (o qual definem como "futebol empresarial"), querendo que o Rayo Vallecano permaneça um clube fiel aos seus ideais.

Publicidade

+ Presidente da LaLiga rebate críticas de Vini Jr após caso de racismo: ‘É preciso que você se informe bem’

- Todos esses anos de história foram baseados na luta e defesa de nosso time, nosso bairro e nossa forma de entendê-lo, sempre limpos de racismo e fascismo, valores tão distantes de nós quanto do que o Rayo Vallecano representa. Contra o racismo, a repressão e o futebol empresarial. Rayo, você nunca vai andar sozinho - diz o site oficial dos Bukaneros.Bukaneros marcam presença em todos os jogos do Rayo Vallecano (Foto: Divulgação/Twitter @bukaneros92)

Publicidade

CASO ROMAN ZOZULYA

Em 2017, os Bukaneros foram cruciais para Roman Zozulya jamais atuar pelo Rayo Vallecano. O jogador ucraniano, acusado de ser filiado à grupos neonazistas na Ucrânia, foi alvo de protestos pesados por parte da torcida, que dada a pressão, fez com que o atleta nunca fosse escalado pela equipe madrilenha.

Publicidade

Zozulya pertencia ao Real Betis e foi emprestado ao Rayo. Contudo, as imagens do jogador ao lado de paramilitares ucranianos de extrema-direita revoltaram os Bukaneros, que se manifestaram contra a presença do atleta no clube de Vallecas.

+ 10% OFF nos mantos internacionais a partir de R$299,90 com o cupom: LANCEFUT

IDENTIDADE

Os Bukaneros representam veementemente a comunidade local. O coletivo também é conhecido por suas doações à eventos de caridade no bairro de Vallecas. Em 2014, fizeram uma campanha de doação junto ao clube para a arrecadação de dinheiro para a compra de um apartamento para Carmen Martínez Ayuso, uma idosa de 85 anos que foi despejada de sua residência.

Tanto os Bukaneros, quanto o Rayo Vallecano formam, juntos, um elo entre o futebol e a comunidade de Vallecas, tornando a união em um grande coletivo que preza pela identidade e pelo senso de comunidade em um bairro que sempre lutou contra o preconceito e a repressão.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.