Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Calleri e Luciano vão a campo em treino do São Paulo, mas defesa preocupa

Tricolor fez mais um treinamento visando a decisão contra o Palmeiras

Futebol|Do R7


Lance
Foto: Divulgação/São Paulo FC - Calleri treinou mais uma vez com o restante do elenco

O São Paulo realizou mais um treinamento na manhã desta terça-feira (11), visando o clássico contra o Palmeiras, na quinta-feira (13), às 20h, no Allianz Parque, pela volta das quartas de final da Copa do Brasil. O técnico Dorival Júnior comandou um treinamento com trabalhos táticos e de bola parada.

+ Veja tabela e as próximas rodadas do Brasileirão

Uma dupla que anima a comissão técnica e deve jogar desde o início no Allianz é Luciano e Calleri. Os dois atacantes se recuperaram bem de dores na panturrilha direita e dores nas costas, respectivamente, e treinaram normalmente junto com os companheiros.

Para os tricolores paulistas apaixonados: produtos a partir de R$39,90 na FutFanatics!

Publicidade

Em contrapartida, a defesa segue sendo uma 'preocupação' para Dorival. O zagueiro Beraldo, com lesão ligamentar no tornozelo esquerdo, foi mais uma vez ao gramado para exercícios com a fisioterapia e não treinou com o restante do elenco. Já Alan Franco, que tem dores na perna direita, ficou em tratamento na parte interna do CT da Barra Funda. A tendência é que os dois sejam desfalques.

Sendo assim, um provável São Paulo para o confronto decisivo tem: Rafael; Rafinha, Arboleda, Diego Costa e Caio Paulista; Pablo Maia, Gabriel Neves, Wellington Rato e Rodrigo Nestor; Luciano e Calleri.

Publicidade

Como foi o treino?

O dia começou com um vídeo exibido pela comissão técnica aos atletas. No gramado, após o aquecimento, Dorival Júnior e seus auxiliares aplicaram um exercício de confronto, com situações de um contra um e dois contra dois.

Publicidade

Na sequência, laterais e zagueiros permaneceram em um gramado para um trabalho tático posicional apenas para os defensores. Em um outro campo, Dorival comandou um trabalho de construção de jogadas e finalizações para o restante do elenco.

Em seguida, houve um trabalho tático de 11 contra 11 seguido de repetições de bolas paradas.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.