Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Botafogo faz proposta por Carlos Eduardo, do Al-Ahli; jogador acena com liberação, mas salário é alto

Meio-campista, ídolo do Al-Hilal, é o novo alvo do Botafogo; jogador indicou à diretoria que consegue liberação sem custos na Arábia Saudita, mas fez grandes exigências

Futebol|Do R7

Lance
Lance Lance

Enquanto a equipe do Botafogo se prepara para a partida contra o RB Bragantino, às 20h desta segunda-feira, a diretoria do Alvinegro segue correndo atrás de nomes para reforçar a equipe na segunda janela. A bola da vez é Carlos Eduardo, meio-campista brasileiro que atua no Al-Ahli, da Arábia Saudita.

O Botafogo fez proposta e negocia com o jogador 32 anos, que tem o aval de Luís Castro. As conversas ainda estão em um estágio considerado inicial, mas o jogador gostou do projeto e vê com bons olhos um retorno ao Brasil. A notícia sobre a negociação foi dada primeiro pelo 'Ge'.

Carlos Eduardo, inclusive, acenou junto à diretoria do Botafogo que conseguiria uma liberação sem custos junto ao Al-Ahli com o fim do Campeonato Saudita. O Al-Ahli foi rebaixado pela primeira vez na história e a tendência é que ocorra uma reformulação total na equipe, além de cortar gastos.

+ VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

Publicidade

Nesse contexto, Carlos, que foi contratado durante o campeonato, indicou à diretoria que acredita que possa ser liberado para retornar ao Brasil. O jogador não atua no território nacional desde 2009, quando passou pelo Grêmio Barueri.

As partes estão tentando uma composição para a rescisão de contrato e, consequentemente, uma possível chegada sem custos de transferências - apenas luvas e encargos - de Carlos Eduardo ao clube de General Severiano.

Publicidade

A outra questão envolvendo os contatos entre Carlos Eduardo e a diretoria do Botafogo diz respeito aos salários. O atleta pediu um contrato de três anos à diretoria - ele teria 35 anos quando o vínculo se encerrasse - e o salário que ganha atualmente no Al-Ahli diluído neste período pelo Botafogo.

Neste contexto, os vencimentos do meio-campista chegariam perto de R$ 1 milhão por mês. O Botafogo entende que o jogador seria um diferencial no meio-campo, mas tenta reduzir a pedida.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.