Lance Exclusivo! Único a jogar nos dois clubes, Ramires vê Palmeiras mais forte para enfrentar Chelsea

Exclusivo! Único a jogar nos dois clubes, Ramires vê Palmeiras mais forte para enfrentar Chelsea

Ex-volante de Blues e Verdão acredita que brasileiros chegaram mais calejados depois da pífia campanha de 2021 e esconde torcida: 'que seja um bom jogo'

Lance
Lance

Lance

Lance

Agora é oficial: Palmeiras e Chelsea decidirão o Mundial de Clubes no próximo sábado, às 13h30 (de Brasília). Os dois clubes nunca se enfrentaram na história. E possuem apenas dois pontos em comum. Um deles é o volante Ramires, único a jogar nas duas equipes até aqui.

Em entrevista exclusiva ao LANCE! o ex-jogador, que defendeu a Seleção Brasileira nas Copas do Mundo de 2010 e 2014, vê o Verdão preparado para encarar os Blues, principalmente por conta da fracassada campanha na competição intercontinental do ano passado, quando o clube sequer marcou gols.

- Toda experiência gera ensinamentos, te deixa mais preparado, então acho que o Palmeiras vai mais forte e mais pronto para esse desafio por conta do que aconteceu da última vez. Com certeza o grupo está mais calejado e ciente de que é uma competição mata-mata como qualquer outra, onde o nível de concentração precisa estar no máximo em 100% do tempo independente de quem seja o adversário. Com certeza o Abel está trabalhando o psicológico do time para pensar somente nessa partida.

Atualmente morando em Barra do Piraí (RJ), sua cidade natal, Ramires admite que sua passagem pelo Verdão foi aquém do esperado. Entre 2019 e 2020, foram 45 partidas disputadas e um gol marcado. Teve o contrato rescindido após comum acordo entre as partes por motivos oficiais que permanecem sigilosos. Mesmo com o pouco tempo de clube, contudo, conseguiu ganhar os títulos do Paulistão, Libertadores e Copa do Brasil de 2020.

Seria natural que o ex-volante declarasse torcida pelo Chelsea, onde foi heroi. Mas o carinho com que foi recebido no Verdão o faz descartar ter uma torcida na partida de domingo.

- Minha história no Chelsea é maravilhosa, é o clube que eu fiz a minha carreira na Europa e pelo qual eu tenho gratidão eterna, mas por outro lado, tive o prazer de defender o Palmeiras também. Minha passagem pelo clube não foi da maneira que eu esperava, as lesões e algumas outras questões acabaram me atrapalhando, mas tenho muito respeito pela instituição, amigos na equipe atual, além do Abel (Ferreira), um cara que eu levo no coração também. Vou torcer para que seja um grande jogo e que vença quem for melhor.

O convívio com o treinador português para Ramires é uma das melhores lembranças que guarda dos tempos de atleta palmeirense. Para o ex-volante, Abel é um elemento chave para que a vitória contra o Chelsea aconteça.

- Acho que o Abel já mostrou inúmeras vezes a capacidade dele de mudar um jogo taticamente, de conseguir fazer a sua equipe levar vantagem nesse ponto. Acredito que o pensamento dele está no próximo jogo, mas com certeza ele já deve ter algumas opiniões formadas sobre a equipe do Chelsea e sobre o que fazer caso aconteça mesmo esse confronto.

Últimas