Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Caso de racismo contra assessor de Vini Jr foi o sétimo na Espanha apenas em 2023

Segurança do estádio apontou uma banana, simulando um revólver, para assessor do atacante brasileiro

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Vinícius Júnior durante protesto antirracista, antes do apito inicial (Foto: Pau BARRENA / AFP)

A denuncia de Felipe Silva, assessor de Vinícius Júnior e vítima de racismo antes do amistoso da Seleção Brasileira, colocou em xeque a efetividade das ações tomadas pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) no combate ao racismo. Isso porque a intenção do jogo era justamente chamar a atenção para a causa antirracista através do slogan 'com racismo, não tem jogo'.

Acontece que, não apenas teve jogo, como o caso ocorrido na entrada do estádio Cornellà-El Prat, em Barcelona, foi reincidente na Espanha. O ato racista - e relacionado ao futebol - denunciado por Felipe foi o sétimo registrado no país apenas em 2023. Coincidentemente, todos ligados a Vinícius Júnior.

+ Casemiro passa confiança para Ramon Menezes e elogia ações da CBF contra o racismo

+ Torcedores ironizam slogan da CBF após amigo de Vini Jr ser alvo de racismo

Publicidade

Logo em janeiro, torcedores do Atlético de Madrid 'enforcaram' um boneco que vestia a camisa do atacante em uma ponte da capital espanhola. Cerca de 10 dias depois, um torcedor do Mallorca foi flagrado proferindo ofensas racistas contra o brasileiro, em uma demonstração do que Vinícius teria de enfrentar na sequência da temporada (o levantamento completo de casos você pode conferir no fim da matéria).

A situação fica ainda pior se considerarmos atos de racismo ao longo de toda a temporada europeia, iniciada em agosto de 2022. Neste recorte, é possível chegar a nove casos registrados e investigados, sempre contra Vinícius Júnior.

Publicidade

Após a partida, a CBF se pronunciou declarando apoio a Felipe Silva e divulgou uma fala do presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, sobre o caso. O dirigente afirmou que 'mais uma vez um criminoso foi exposto publicamente'. Vinícius Júnior vai liderar um comitê antirracista da FIFA, a pedido de Gianni Infantino, presidente da entidade (Foto: Divulgação / CBF)

Relembre os casos de racismo registrados na Espanha desde agosto de 2022:

Publicidade

- Atlético de Madrid x Real Madrid, 18 de setembro de 2022: torcedores do Atlético de Madrid chamavam Vinícius de 'macaco' nas proximidades do estádio, antes da partida. Naquela mesma semana, alguns dias antes, o presidente da Associação Espanhola de Empresários de Jogadores, Pedro Bravo, tinha afirmado em um programa de televisão que o brasileiro devia parar de 'fazer macaquices', se referindo às danças nas comemorações de gols, fato que provocou revolta generalizada. O caso foi arquivado com a justificativa de que 'insultos foram proferidos por ocasião da celebração de um jogo de futebol de máxima rivalidade'.

- Valladolid x Real Madrid, 30 de outubro de 2022: Vinícius Júnior foi alvo de ofensas racistas por comemorar um gol do Real Madrid enquanto se dirigia ao banco de reservas, já substituído, e pasava em frente à torcida do Valladolid. A própria La Liga denunciou o caso à Comissão de antiviolência. O criminoso foi identificado e expulso do quadro de sócios do Valladolid por três anos e meio.

- Vinícius Júnior 'enforcado', 26 de janeiro de 2023: um boneco com a camisa de Vinícius Júnior foi pendurado em uma ponte de Madrid, de modo que um enforcamento fosse simulado. La Liga apresentou uma denúncia ao Tribunal de Instrução número 28 de Madrid e o processo segue em andamento

- Mallorca x Real Madrid, 5 de fevereiro de 2023: a denuncia foi aceita e houve punição para o torcedor, que pagou uma multa de 4 mil euros e foi proibido de frequentar praças esportivas por 12 meses, além de ser expulso do quadro de sócios do Mallorca por três anos.

- Osasuna x Real Madrid, 18 de fevereiro de 2023: Vinícius Júnior foi alvo de xingamentos racistas durante todo o jogo, e também antes, durante o minuto de silêncio feito em homenagem às vítimas do terremoto na Turquia. O caso foi denunciado ao Tribunal de Investigação de Pamplona e segue em andamento.

- Betis x Real Madrid, 5 de março de 2023: cantos racistas foram direcionados ao atacante. O caso foi denunciado ao Juizado de Instrução de Sevilla, mas segue sem uma resolução.

- Barcelona x Real Madrid, 19 de março de 2023: torcedores do clube catalão foram flagrados direcionando insultos racistas a Vinícius. O caso foi denunciado ao Tribunail de Investigação de Barcelona, e o caso segue em andamento.

- Valencia x Real Madrid, 21 de maio de 2023: Vini Jr foi ofendido por torcedores do Valencia presentes no estádio Mestalla. Após denunciar os ataques, o jogo foi interrompido e jogadores do Valencia coagiram o atacante brasileiro, provocando confusão no campo de jogo. Vinícius Júnior foi agredido pelo goleiro Mamardashvili e, mesmo assim, acabou expulso.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.