Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

André e George confirmam vaga no vôlei de praia em Paris 2024

Brasileiros garantem classificação às vésperas da etapa do Elite 16

Lance

Lance|Do R7

André/George é uma das duplas mais longevas da modalidade atualmente (Foto: Maurício Val/FV Imagem/CBV)

A dupla André/George está classificada no vôlei de praia para os Jogos Olímpicos de Paris, em julho. Eles confirmaram a vaga nesta quarta-feira (1°) na véspera da etapa do Elite 16, que reúne as 16 melhores parcerias do planeta, válida pelo Circuito Mundial.

Comandados pelo técnico Ernesto Vogado e o preparador físico Riceler Waske, no CT Cangaço, em João Pessoa, todos vão disputar a competição pela primeira vez na carreira.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

A corrida olímpica iniciou em janeiro do ano passado para André/George. Foram dois ouros, duas pratas e um bronze no Circuito Mundial, além da dupla ter subido ao topo do pódio no Finals do Circuito Sul-Americano. Confira a lista das etapas no fim da reportagem.

Publicidade

— Estou muito feliz de poder conseguir garantir essa vaga. Todo atleta sonha com isso de disputar uma Olimpíada e representar o Brasil. Representa bastante saber que meu trabalho está sendo muito bem feito com a equipe. Treino desde criança com o Cangaço, então acho que é algo que até o CT merecia. Ernesto e Riceler são extremamente campeões e esta é a primeira participação deles nos Jogos Olímpicos. A gente está muito feliz — vibrou George Wanderley, medalha de bronze na Copa do Mundo, em 2022, com André.

O capixaba André, de 29 anos, e o paraibano George, de 27, são uma das duplas mais longevas da modalidade atualmente. Parceiros desde 2019, os dois acreditam que o tempo junto pode ser importante na disputa na França.

Publicidade

— O nosso conjunto pode ser um grande diferencial. Estamos há quase cinco anos de dupla e nos conhecemos bastante. A gente sabe o que pode fazer para ajudar o outro. Acho que isso vai fazer toda diferença nos momentos mais difíceis. A Olimpíada tem uma pressão a mais, é um torneio diferente e isso vai ajudar bastante nessa hora — afirmou André Stein.

Em quadra, a dupla tem uma inspiração para conquistar o ouro nas areias de Paris. George, por exemplo, se vê inspirado no feito de Alison/Bruno nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, que terminou com a medalha dourada.

Publicidade

— Acho que um time que faz um pouco mais nossa cara é Alison/Bruno. Me vejo mais no estilo de Bruno como jogador. Mas, claro, tem vários outros jogadores também. Tive a oportunidade de jogar ao lado de muitos e acho que é pegar um pouco de cada. Pegar a inspiração de vários atletas é sempre muito importante, cada um deles tem algo para adicionar — finalizou.

🏐 Campanha de André/George na corrida olímpica entre janeiro de 2023 e maio de 2024:

Circuito Mundial

Elite 16

  • Tepic (México) — prata
  • Gstaad (Suíça) — bronze

Challenger

  • Itapema-SC — ouro
  • Saquarema-RJ — ouro
  • Jurmala (Letônia) — prata

Circuito Sul-Americano Finals

  • Uberlândia — ouro

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.