Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Vini Jr se posiciona sobre punição a torcedores do Valencia: ‘Sou algoz de racistas’

Justiça da Espanha condenou três torcedores do Valencia por oito meses de prisão por preconceito racial ao atacante brasileiro

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Aitor Alcalde/Getty Images

O atacante Vini Jr recebeu uma notícia positiva nesta segunda-feira (10). Isso porque o Tribunal de Justiça da Espanha decidiu condenar três torcedores do Valencia. O trio recebeu punição de oito meses de prisão por insultos racistas ao atacante do Real Madrid, em episódio que ocorreu no Mestalla, em maio do ano passado. Além disso, os infratores não poderão frequentar estádios no país por dois anos e terão que pagar multa.

Assim, o jogador brasileiro comemorou mais uma vitória, dessa vez fora de campo, através de postagem nas redes sociais.

“Muitos pediram para que eu ignorasse, outros tantos disseram que minha luta era em vão e que eu deveria apenas “jogar futebol”. Mas, como sempre disse, não sou vítima de racismo. Eu sou algoz de racistas. Essa primeira condenação penal da história da Espanha não é por mim. É por todos os pretos”, destacou Vini Jr em sua conta no X, o antigo Twitter.

Publicidade

“Que os outros racistas tenham medo, vergonha e se escondam nas sombras. Caso contrário, estarei aqui para cobrar. Obrigado a La Liga e ao Real Madrid por ajudarem nessa condenação histórica. Vem mais por aí”, acrescentou o camisa 7 dos Merengues.

Publicidade

Episódio de racismo de torcedores do Valencia com Vini Jr

Os insultos racistas dos torcedores do Valencia contra Vini Jr ocorreram em 21 de maio do ano passado. Na oportunidade, o Real Madrid foi ao Mestalla para enfrentar o adversário. Houve interrupção do jogo por alguns minutos e o brasileiro identificou pelo menos um infrator. Os outros dois foram identificados por câmeras internas do estádio.

Publicidade

Antes dos atos de preconceito racial, o atacante dos Merengues tentava invadir a área do adversário. No entanto, Comert deu um carrinho e cometeu falta no camisa 7 dos Galácticos. Posteriormente, instaurou-se uma confusão no gramado e os insultos começaram a vir da arquibancada.

Assim, Vini Jr demonstrou irritação com o episódio e pediu ajuda do árbitro. Junto de Rüdiger, Lucas Vázquez e Militão, ele foi em direção aos torcedores do Valencia. Em contrapartida, os atletas do time da casa tentavam contê-lo. Posteriormente, ocorreram outros episódios de racismo e ameaças de parte da torcida do Atlético de Madrid, Barcelona e Sevilha.

Candidato a melhor jogador do mundo

O atacante teve mais uma temporada com desempenho de destaque principalmente na Liga dos Campeões, torneio que marcou o gol do título e de maneira consecutiva em sua segunda decisão do torneio. Inclusive, Vini Jr demonstrou poder de recuperação, pois ficou um período ausente por lesão. Aliás, ele é candidato a receber o prêmio de melhor jogador do mundo. Ele vai disputar a Copa América pela Seleção Brasileira em junho e prioriza rendimento positivo individual e coletivo para se consolidar na disputa do troféu.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook .

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.