Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

SAF do Botafogo é cobrada por dívida de R$ 20 milhões; entenda

Escritório de advocacia move processo, mas Botafogo rebate e acusa advogado de desrespeito. Cobranças à SAF alvinegra estão na Justiça...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Vitor Silva/Botafogo

A SAF do Botafogo recebeu uma ação da Justiça por conta de dívidas com jogadores, treinadores e empresários. No total, um escritório de advocacia cobra R$ 20 milhões referentes a 13 processos. O “ge” deu a informação sobre o caso.

As cobranças estão em três esferas: na Justiça Trabalhista, na Fifa e na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD). Este último, aliás, é o órgão que os empresários acionam por dívidas de comissão, por exemplo. No CNRD são nove casos abertos.

O advogado Aldo Giovani Kurle é quem move o processo. Ele, aliás, afirmou que a dívida é de jogadores que já saíram do clube e outros que ainda estão no Botafogo. O técnico Luís Castro, que deixou o Alvinegro no ano passado, também tem valores a receber. O português, porém, não é representado por Kurle.

Publicidade

“De parcelas vencidas, temos aproximadamente R$ 7,7 milhões apenas de verbas de transferência e comissões. O valor com as parcelas que ainda vão vencer supera os R$ 20 milhões. Estamos falando de 13 processos, alguns na CNRD, alguns trabalhistas e outros na Fifa. Você fala com os departamentos do clube e todos se esquivam de uma resposta mais contundente. O argumento deles é sempre “estamos esperando a entrada de algumas verbas”. E a gente espera, mas eles continuam não pagando ninguém. Eu tenho mais de 25 anos nessa área esportiva e nunca vi uma inadimplência como essa, para mim”, disse Aldo Giovani Kurle.

SAF do Botafogo se posiciona

“O Botafogo lamenta os relatos apresentados pelo advogado Aldo Kurle e aproveita a oportunidade para esclarecer os seguintes pontos:

1. Aldo Kurle é conhecido no meio esportivo por suas práticas desrespeitosas e movimentos de bastidores, que não condizem com a postura de um profissional do meio

2. A estratégia de pressionar o Clube através de manifestações suspostamente apresentadas por terceiros, de verdadeiro renome, é altamente repudiável e demonstra a ausência de embasamento técnico para discussão do assunto nos meios competentes.

3. O mercado do futebol reconhece que, na verdade, os responsáveis por este movimento têm nome e sobrenome: Leonardo Cornacini e Eduardo Cornacini. Por motivos internos, não possuem mais qualquer relacionamento. O Clube aproveita este espaço para deixar o mercado de agentes de atletas cientes deste fato.

4. Sobre o pleito apresentado, o Botafogo se reserva ao direito de questionar e discutir a existência dos débitos no fórum adequado.

5. O Botafogo não vai admitir pressão externa e tentativas de utilizar a opinião pública de forma odiosa para a construção de narrativas, especialmente horas antes de um jogo em uma competição importante. O Clube também pede comprometimento dos profissionais de imprensa na cobertura de temas como este.

6. O Clube reitera que o advogado Aldo Kurle e seus clientes não são bem-vindos e alerta a todos para possíveis ações mal-intencionadas”.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.