Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Real segura o City e, nos pênaltis, vai à semi da Champions

Rodrygo põe o Real na frente; City pressiona e empata com De Bruyne. Com 1 a 1, duelo vai para tempo extra e penalidades. Aí deu Real...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Paul Ellis/AFP via Getty Images

O Real Madrid está na semifinal da Champions. Nesta quarta-feira (17/4), no Etihad Stadium, em jogo tenso e de muitos estudos no primeiro tempo, mas com o City pressionando na etapa final, os visitantes levaram a melhor nos pênaltis. No tempo normal, 1 a 1. Como na ida em Madri, foi 3 a 3, a decisão foi para a prorrogação. Nos 90 minutos, Rodrygo (em jogada de Vini Jr) marcou para o Real. De Bruyne empatou para os Citizens no segundo tempo. Nas penalidades, 4 a 3. Modric perdeu para o Real. Porém, Bernardo Silva e Kovacic tiveram seus pênaltis defendidos por Lunin, o herói do dia.

Assim, o Real Madrid enfrentará na semifinal o Bayern, que eliminou o Arsenal, em Munique, nesta quarta-feira. A outra semifinal também está definida: PSG x Borussia Dortmund. A final da Champions 2023/24 será dia 1/6, em Londres, no Estádio de Wembley.

Veja aqui os jogos da Champions 2023/24

Real na frente: gol de Rodrygo

Publicidade

O jogo teve muito estudo nos dez primeiros minutos. O City – com Grealish entre os titulares e Doku no banco  –  buscava encaixar a marcação diante de um Real que tinha Rodrygo e Vini Jr flutuando em todos os setores do ataque. E foi uma rápida jogada aos 12 minutos que fez o time espanhol sair na frente. Vini Jr recebeu pela direita, cortou a marcação e foi ao fundo. Cruzou para Rodrygo, livre na área. O brasileiro pegou mal. Dessa forma, deu a chance para Ederson fazer grande defesa parcial. Mas a sobra voltou para Rodrygo, que desta vez mandou para a rede.

Pressão do City

Publicidade

Foi  só levar o gol e o City se mandou para a frente. Assim, em sete minutos, teve quatro oportunidades para empatar. Na melhor, Haaland cabeceou no travessão. Porém, na sobra, Bernardo Silva, quase na linha, não conseguiu concluir. O Real tentava contra-ataques, sempre buscando Vini Jr, que levava a melhor sobre os marcadores. Mas na hora de finalizar, os Merengues não tiveram sucesso. Já o City permaneceu em cima, finalizando muito. Mas o goleiro Lunin estava muito atento e seguro.

No segundo tempo, o que se viu foi um jogo de ataque todo na frente, com o City sufocando, com quase 65% de posse. Nacho quase entregou o ouro num lance com Haaland, mas salvou antes da bola entrar. Para se ter ideia da pressão do City, até os 25 da etapa final o time ostentava 13 escanteios contra zero do Real.

Publicidade

Enfim, o empate

Aos 27, Guardiola colocou Doku no lugar de Grealish (que fazia bom jogo) e o belga teve estrela. Afinal, aos 31, foi ao fundo pela esquerda e cruzou para corte parcial de Rüdiger em que De Bruyne ficou com a sobra e empatou o jogo.

Doku seguia endiabrado fazendo jogadas pela esquerda. Mas De Bruyne não estava com o pé na forma. Recebeu livre duas bolas, ele e o goleiro. Em ambas, chutou raspando o travessão. Era pressão total dos Citizens, que queriam a vitória e evitar a prorrogação. Mas não conseguiram.

Prorrogação e pênaltis

Seguiu o ataque contra defesa, com o City em cima e o Real se defendendo com todos os jogadores. O time da casa não conseguia furar o bloqueio e tentou chutes de fora da área, sem sucesso. E, curiosamente, foi o Real (já sem Vini, que saiu aos 13), em contra-ataque, que quase marcou. O zagueiro Rüdiger apareceu como surpresa no ataque e da pequena área chutou fora.  Já no segundo tempo, muito estudo, Real lacrado na defesa e, como não saiu gol, decisão por pênaltis. Real levou a melhor: 4 a 3.

Nos pênaltis
Manchester City
: Alvarez, Foden, Ederson acertaram;  Lunin defendeu as cobranças de Bernardo Silva e Kovacic
Real Madrid: Bellingham, Vasquez, Nacho, Rüdiger  acertaram ; Ederson agarrou a cobrança de Modric

MANCHESTER CITY 1X1 REAL MADRID (nos pênaltis, Real 4 a 3)

Champions – Quartas de final – Volta
Data: 17/4/2024
Local: Etihad Stadium, Manchester (ING)
MANCHESTER CITY: Ederson; Walker, Dias, Akanji (Stones, 7’/2ºT da prorrogação) e Gvardiol; Bernardo Silva, Rodri , Foden e De Bruyne (Kovacic, 7’/2ºT da prorrogação); Haaland (Álvarez, no ínicio da prorrogação) e Grealish (Doku, 27’ºT). Técnico: Pepe Guardiola
REAL MADRID: Lunin; Carvajal (Militão, 6’/2ºt da prorrogação), Nacho, Rudiger e Mendy; Valverde, Camavinga e Kroos (Modric, 34’/2ºT); Bellingham; Rodrygo (Brahim Díaz, 39’/2ºT) e Vinicius Jr (Lucas Vázquez, 13’1ºT da prorrogação). Técnico: Carlo Ancelotti
Gols: Rodrygo, 12’/1ºT (0-1); De Bruyne, 31’/2ºT (1-1)
Árbitro: Daniele Orsato (ITA)
Auxiliares: Ciro Carbone e Alessandro Giallatini (ITA)
VAR: Massimiliano Irrati (ITA)
Cartões amarelos: Grealish, Gvardiol, Rodri (MCI); Carvajal, Mendi (REA)

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.