Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Rafaelle e Tamires comentam trabalho de Pia no Brasil

Rafaelle não desconsidera uma troca no comando do Brasil. Tamires, no entanto, demonstra apoio para comissão técnica de Pia

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Jogada10
Jogada10

Após Brasil ser eliminado pela Jamaica na Copa do Mundo, Rafaelle foi questionada sobre Pia. A capitã, portanto, afirmou que se houver algum nome mais capacitado, é necessário uma troca no comando da Seleção Brasileira.

“Eu acho que temos que pensar o que é melhor para o futebol feminino. Se tiver alguém com mais condição, com mais qualidade, o futebol feminino merece isso”, declarou Rafaelle.

Fala, Tamires!

Tamires, aliás, também foi questionada sobre o trabalho da treinadora. A lateral, no entanto, demonstrou apoio e confiança para comissão técnica da sueca.

“Quando se ganha, se ganha todo mundo. Quando perde, perde todo mundo. Acreditamos até o fim nessa comissão. Não cabe a mim avaliar essa situação. Deixa a gente esfriar a cabeça um pouco, superar a desclassificação e pensar nos próximos passos”, disse Tamires.

Publicidade

Eliminação do Brasil

O Brasil, enfim, precisava de uma vitória para avançar na Copa do Mundo. A Jamaica, no entanto, necessitava apenas de um empate para se classificar. A última eliminação da Seleção Brasileira na fase de grupos, inclusive, aconteceu em 1995.

Marta, por sinal, participou de sua última Copa do Mundo. A atacante, dessa forma, concedeu uma entrevista depois da eliminação do Brasil e destacou o crescimento do futebol feminino.

Publicidade

“É difícil falar num momento desses. Nem no meu pior pesadelo esta era a Copa que eu sonhava. Mas é só um começo. O povo brasileiro pediu renovação e está tendo renovação. A única velha sou eu e a mais próxima de mim é a Tamires. Temos meninas de muito talento e um caminho enorme pela frente. Eu termino aqui e elas continuam”, declarou Marta.

Pia, por sinal, chegou ao Brasil em julho de 2019. A técnica, portanto, participou de todo processo de preparação para disputa da Copa do Mundo. A sueca, aliás, foi comandante da Seleção Brasileira em 56 jogos oficiais, com 24 vitórias, 13 empates e nove derrotas.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.