Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Junior Barranquilla ganha da LDU e se isola na ponta do Grupo D

Tento da vitória saiu em raro contra-ataque colombiano ainda na primeira etapa

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Rodrigo Buendia/AFP via Getty Images

Mesmo longe de ser o ator principal no confronto, o Junior Barranquilla venceu a LDU, por 1 a 0, em duelo da quinta rodada na fase de grupos da Libertadores. Com o resultado positivo no Estádio Casa Blanca, em Quito, os colombianos abrem distância na liderança do Grupo D, com nove unidades. O Botafogo tem seis pontos e ocupa a segunda posição enquanto Universitário (cinco) e a Liga de Quito, bem perto da eliminação na Liberta, tem quatro pontos.

Nos primeiros minutos, a troca de passes da Liga de Quito era mais eficiente na sua troca de passes e, principalmente, na pressão para a retomada da posse. Com isso, buscava implementar volume ofensivo onde, na chance mais aguda, Alex Arce apareceu completamente livre de marcação após cruzamento. O camisa 19 testou bem, mas viu a pelota carimbar o travessão do arqueiro Santiago Mele.

Apesar da superioridade da LDU, faltava transformar as oportunidades em vantagem no marcador. Desse modo, em uma rara escapada em velocidade do time colombiano, os Tiburones abriram a conta em lance de dois rebotes consecutivos. Após lindo lançamento de Victor Cantillo, José Enamorado bateu para ótima defesa de Alexander Domínguez. No rebote, Marco Pérez parou em bloqueio da zaga, mas a pelota voltou para Enamorado que, dessa vez, superou o arqueiro em chute cruzado.

Publicidade

Manutenção de ideias

Na volta do intervalo, a única coisa que mudou, nas duas equipes, foi o lado do campo para qual atacavam. Isso porque a proposta de jogo dos dois times persistiu a mesma onde a Liga tentava abrir a defesa adversária. Por outro lado, a representação de Barranquilla, compacta, resistia as investidas e buscava se aproveitar de possíveis espaços para o contra-ataque.

Publicidade

Além dis problemas de pontaria, a LDU tinha em Mele um oponente dos mais desafiadores para ser superado. Só na segunda etapa, foram, pelo menos, três defesas determinantes na manutenção do placar em Quito. Assim, o Junior Barranquilla foi se valendo do aspecto defensivo (e também do natural nervosismo dos anfitriões) para sustentar o placar favorável até o apito final do uruguaio Esteban Ostojich.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.