Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Em trabalho no Vasco, Ramón Díaz repete retrospecto positivo em clássicos

Em seis partidas contra rivais cariocas sob o comando do técnico argentino, o Cruz-Maltino soma três vitórias, dois empates e uma derrota...

Jogada 10|

Daniel Ramalho/Vasco
Daniel Ramalho/Vasco Daniel Ramalho/Vasco (Jogada 10)

O Vasco notoriamente melhorou seu desempenho em clássicos após a chegada de Ramón Díaz. Isso porque sob o comando do técnico argentino, a equipe alcançou a marca de seis confrontos com os rivais, no último domingo (18). O Cruz-Maltino venceu o Botafogo por 4 a 2, pela nona rodada do Carioca e encerra os ‘confrontos diretos’ pela primeira fase do Estadual de maneira invicta.

Afinal, o Gigante da Colina soma dois empates com Flamengo e Fluminense, além de um triunfo sobre o Alvinegro. Tal feito é impactante, já que a última vez que o Vasco atingiu este retrospecto foi em 2021. Na oportunidade, superou o Rubro-Negro, bem como empates com o Tricolor e Glorioso.

Na edição passada da Taça Guanabara, o clube de São Januário levou a melhor sobre a equipe da Gávea e de General Severiano. Contudo, perdeu para o time das Laranjeiras. Já em 2022, o Cruz-Maltino perdeu todos os clássicos da primeira fase do Carioca.

A respeito do período em que é treinador do Gigante da Colina, Ramón Díaz tem um retrospecto de três vitórias, dois empates e apenas uma derrota. Ou seja, seu aproveitamento é de 61%. Tais confrontos com os rivais correspondem ao período entre o segundo turno da Série A de 2023 e a atual edição do Estadual.

Publicidade

Clássicos do Vasco sob comando de Ramón Díaz

Vasco 4×2 Fluminense – Nilton Santos – 23ª rodada do Brasileirão 2023

Flamengo 1×0 Vasco – Maracanã – 28ª rodada do Brasileirão 2023

Publicidade

Vasco 1×0 Botafogo – São Januário – 32ª rodada do Brasileirão 2023

Vasco 0x0 Flamengo – Maracanã – sexta rodada do Campeonato Carioca 2024

Publicidade

Fluminense 0x0 Vasco – Maracanã – oitava rodada do Campeonato Carioca 2024

Botafogo 2×4 Vasco – Nilton Santos – nona rodada do Campeonato Carioca 2024

A chegada do técnico argentino também promoveu uma mudança de atitude. Isso porque a equipe se tornou competitiva nos duelos com os arquirrivais, que principalmente contam com um elenco mais qualificado. Inclusive, na sua única derrota, para o Rubro-Negro, o Cruz-Maltino foi superior em parte do jogo. O grande problema foi quando ocorreu as substituições e o time caiu de nível técnico.

Emiliano Díaz, filho de Ramón e seu auxiliar técnico, a propósito frisou a importância de sair vitorioso em um confronto com um rival.

“Clássico é vida ou morte. Pode não jogar tão bem, mas sabe que tem que lutar. Viemos de uma escola de River x Boca, onde perde e morre. Essa mentalidade que o grupo está adquirindo”, apontou o assistente.

Melhora de aproveitamento

Outro cenário impactante foi o comparativo com os seis clássicos anteriores a chegada do treinador argentino. Afinal, o Gigante da Colina conquistou apenas um triunfo, além de um empate e quatro derrotas. Isso representa um aproveitamento de 22,2%.

Ainda não há a confirmação de quando será o próximo clássico do Vasco. Até porque ainda há disputa por uma vaga na fase final do Carioca. O resultado positivo sobre o Botafogo foi fundamental, pois permitiu o retorno ao G4 do torneio. Além disso, representava um confronto direto.

Lembrando que time de São Januário ainda enfrenta o Volta Redonda e a Portuguesa. Já no caso do Alvinegro, terá pela frente um clássico com o Fluminense. Assim, a tendência é de que o Cruz-Maltino é quem avance pela sequência mais favorável.

Histórico geral de Ramón Díaz em clássicos

Especificamente em seu período como treinador na Argentina, Ramón disputou ao todo 89 clássicos, com 40 vitórias, 30 empates e 19 derrotas. Pelo River Plate acumula 29 triunfos, 21 empates e 16 resultados negativos. Em seu trabalho no San Lorenzo, o profissional soma 10 vitórias, oito empates e três derrotas. No Independiente conquistou uma vitória e um empate nos dois clássicos com o Racing.

Em sua experiência na Arábia Saudita, comandou o Al-Hilal, que tem como principais rivais o Al-Nassr, time de Cristiano Ronaldo, e o Al-Ittihad, equipe de Benzema. Diante do primeiro adversário foram quatro embates, com três triunfos e um empate. Já com relação ao segundo oponente foram quatro vitórias em quatro partidas. Isso representa um aproveitamento de 66,6%. Ramón ainda teve rápida passagem pelo Al-Ittihad de três jogos e enfrentou o Al-Hilal somente uma vez e foi derrotado.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.