Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Com situação indefinida na Argentina, Villa deve mudar de clube na Europa

Atacante colombiano precisou de seis meses para chamar a atenção de gigante da Bulgária

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Reprodução/Redes sociais

O atacante colombiano Sebastián Villa está perto de ter uma nova casa no futebol europeu. Entretanto, sem precisar deixar o atual país, a Bulgária. Isso porque o Beroe (seu clube no momento) e o Ludogorets chegaram a um acerto para sua transferência nos próximos dias.

A questão documental e até mesmo financeira entre os clubes (via compra total dos direitos econômicos do atleta) está devidamente acertada. Desse modo, a única parte restante para o negócio ser oficial é que Villa passe nos exames médicos e assine o acordo que terá validade até junho de 2028.

Ao todo, foram apenas seis meses que o atacante de 27 anos de idade atuou pelo clube que brigou para não cair na elite búlgara. As suas atuações, aliás, foram determinantes para evitar o descenso, tendo ele feito 11 partidas com cinco gols e duas assistências.

Publicidade

Além de ter chegada iminente a um dos clubes mais tradicionais da Bulgária, o ex-Boca Juniors terá a oportunidade de disputar a fase eliminatória anterior aos grupos da Liga dos Campeões da Europa. Com o título nacional em 2023/2024, o clube de Razgrad entra na segunda fase eliminatória antes dos grupos.

 

Publicidade

 

 

Publicidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Contextos opostos

O movimento de Villa no Velho Continente ocorre ao mesmo tempo que sua situação legal na Argentina entra em caráter de indefinição. Mais especificamente, a respeito do caso onde ele foi acusado de abuso sexual por parte de uma ex-companheira, Tamara Doldán. O crime teria sido cometido em 2021, mas a denúncia formal se concretizou em junho de 2023.

Antes mesmo do julgamento, que deveria ocorrer em 1° de abril, as partes entraram em um acordo legalmente chamado, na justiça argentina, de reparação integral do dano. Com esse contexto, o caso se encerra e não há nenhuma implicação legal para a parte denunciada mediante um pedido de desculpas e compensação econômica. Mas esse, pelo menos ainda, não é o caso.

Isso porque, apesar desse movimento, o promotor Sergio Anauti apelou para o Tribunal 4 de Lomas de Zamora que concordou com sua apelação e manteve a continuidade do caso. Na sequência tanto a defesa de Tamara como do jogador entraram com um recurso conjunto para rever esta continuidade. Desse modo, caso o tribunal opte por acatar a ideia de reparação integral, o caso está efetivamente encerrado. Do contrário, ele seguirá para julgamento. Porém, não se sabe qual o tempo previsto para que um dos cenários se materialize.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.