Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Torcedores mantêm fila de mais de 2 km no início da madrugada para homenagear o Rei do Futebol

O velório foi aberto ao público às 10h de segunda-feira (2) e permanecerá de forma ininterrupta durante a madrugada, até as 10h desta terça

Futebol|Ana Vinhas, do R7, em Santos

Fila, dentro e fora da Vila Belmiro, para homenagear o rei não diminuiu na madrugada
Fila, dentro e fora da Vila Belmiro, para homenagear o rei não diminuiu na madrugada Fila, dentro e fora da Vila Belmiro, para homenagear o rei não diminuiu na madrugada

Torcedores do Brasil e fora dele mantinham uma fila de mais de 2 quilômetros no início da madrugada desta terça-feira (3) para homenagear o Rei Pelé, em Santos. O velório foi aberto ao público às 10h de segunda-feira (2) e permanecerá de forma ininterrupta durante a madrugada, até as 10h desta terça.

Leia também: Primeiras horas da despedida de Pelé deram o tamanho da grandeza do Rei do Futebol

Depois, o corpo será levado em cortejo pela orla santista, vai passar em frente à casa de dona Celeste, mãe de Pelé, e segui para o cemitério vertical Memorial Necrópole Ecumênica, com previsão de chegada às 12h. O sepultamento deve ocorrer às 14h e será reservado apenas a familiares.

O aposentado Raimundo Silva Filho, de 66 anos, que estava havia 45 minutos na fila, veio do Guarujá. "Pensei que de madrugada seria mais tranquilo. Enfrentei duas horas de balsa para me despedir do Rei."

Publicidade
Fãs aguardam horas na fila para se despedir do ídolo
Fãs aguardam horas na fila para se despedir do ídolo Fãs aguardam horas na fila para se despedir do ídolo

Ele conta que o pai era corintiano e fez de tudo para ele também torcer para o Timão. Mas virou santista roxo por causa de Pelé. "Aí não teve jeito, com o Rei fazendo aqueles gols."

As amigas Gabriela Michelazzo, 22 anos, Letícia Fernandes, 21, de São Paulo, e Elisa Brait, 22 anos, moradora de Santos, também não imaginavam que teria tanta gente na madrugada. "Viemos porque o cara foi genial, não queríamos perder a chance", disse Elisa. "Meu avô era muito santista e gostaria de estar aqui."

Publicidade

"Não para de chegar gente, o que nos lembra como Pelé foi grande", afirmou Gabriela.

“Pelé só me fez chorar”, brinca na fila o corintiano Miguel Damiani, 66 anos, que veio de Santo André, no ABC paulista, com o neto Gabriel, que é santista. Vestido com a camisa do Timão, autografada por Rivelino, companheiro de seleção do Rei, ele conta que viu vários jogos do eterno camisa 10 na Vila Belmiro e é grande fã, mesmo sendo corintiano.

Publicidade

Estrutura para o sepultamento

Os preparativos para o funeral de Pelé, que acontece nesta terça-feira (3), a partir de 12h (horário de Brasília), já começaram a ser feitos nesta segunda (2). O corpo de Edson Arantes do Nascimento chegará ao Memorial Necrópole Ecumênica, local da cerimônia, após um cortejo pelas ruas de Santos.

Segundo funcionários do local, apenas familiares de Pelé poderão estar presentes ao funeral. O Memorial ficará fechado para visitação durante toda a terça-feira.

Pelé morreu na última quinta-feira (29), vítima de um câncer de colon, descoberto em setembro do ano retrasado.

Milhares de pessoas encararam um calor de mais de 30ºC e filas que duraram até duas horas para ver Pelé nesta segunda. Os filhos, Edinho, Kelly, Jennifer, Joshua, Celeste e Flávia, se revezaram ao lado do caixão, no gramado da Vila Belmiro.

O velório de Pelé continua aberto para o público durante toda a madrugada, até as 10h desta terça-feira.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.