Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

CBF faz última proposta para Ancelotti. Colocar seu filho ao lado de Ramon. Até que termine seu contrato com o Real, em 2024

Dia 30, daqui a 12 dias, será o 'Dia D'. Ou Carlo Ancelotti aceita treinar o Brasil na Copa de 2026, ou a CBF buscará outro treinador. Oferecer o cargo temporariamente ao seu filho foi a última cartada

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

A proposta da CBF. O filho Davide assumiria ao lado de Ramon. Até Carlo Ancelotti deixar o Real, em 2024
A proposta da CBF. O filho Davide assumiria ao lado de Ramon. Até Carlo Ancelotti deixar o Real, em 2024 A proposta da CBF. O filho Davide assumiria ao lado de Ramon. Até Carlo Ancelotti deixar o Real, em 2024

São Paulo, Brasil

Na Espanha, pessoas ligadas ao presidente Ednaldo Rodrigues fizeram questão de espalhar aos jornalistas.

A espera para a definição do treinador da seleção brasileira terminará.

No dia 30, daqui a 12 dias, o presidente da CBF vai fazer um pronunciamento.

Publicidade

E acabará com o suspense.

Se Carlo Ancelotti assumirá ou não o lugar deixado por Tite, em novembro de 2022, depois do fracasso no Catar.

Publicidade

Já está certo, que não será o ideal, começar a montar o time para a Copa do Mundo de 2026 a partir de 1º de julho.

Não, se Ancelotti aceitar, será no dia 1º de julho de 2024.

Publicidade

A possibilidade nova, que surgiu ontem, depois do amistoso contra a Guiné, vencido por 4 a 1, é simples.

Davide Ancelotti, filho e auxiliar do técnico, assumiria ao lado de Ramon Menezes.

Publicidade

Ramon ganhou a confiança do presidente e dos jogadores.

E ambos comandariam o Brasil nas oito partidas que o time faria até o fim do contrato do italiano com o Real Madrid.

Lógico, Carlo teria do filho todas as informações sobre os brasileiros.

Esse é o meio-termo que Rodrigues ofereceu, como última cartada, ao técnico do Real Madrid, a quem a CBF oferece salário igual ao que recebe na Espanha, cerca de R$ 4,5 milhões mensais. Tite recebia R$ 1,6 milhão.

Caso ele não aceite, o presidente da CBF vai seguir outro caminho.

Aí a possibilidade de Jorge Jesus, se ele não assumir outra equipe, cresce muito.

Não há confiança no gênio explosivo de Abel Ferreira, outro nome cada vez mais citado.

De qualquer maneira, a novidade é a data que Ednaldo está se impondo para acabar com o maior período da história em que a seleção fica acéfala, sem técnico.

Finalmente a CBF deu um ultimato a Ancelotti.

É sim ou não.

Com a seleção se propondo a esperá-lo por mais um ano...

Como a pausa para os jogos da seleção brasileira pode ser útil aos times da série A? O R7 responde

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.