Protestos marcam véspera da decisão do Galo contra o Colón pela Sula

Várias faixas foram afixadas com mensagens contra o presidente Sérgio Sette Câmara, o diretor de futebol, Rui Costa e alguns jogadores, como o lateral Fábio Santos

Lance

Lance

Lance

Faltando pouco mais de 24 horas para decidir uma vaga na final da Copa Sul-Americana contra o Colón-ARG e precisando de tranquilidade no ambiente, o Atlético-Mg está tendo dias complicados e uma semana está tensa.

A diretoria do clube e alguns jogadores foram alvos de mais um protesto de torcedores que espalharam faixas com mensagens contestando o momento do clube na temporada, principalmente no Campeonato Brasileiro, onde o time não vence há seis jogos.

Os principais alvos das mensagens nas faixas eram o presidente Sérgio Sette Câmara, o diretor de futebol, Rui Costa, e “representando os jogadores”, o lateral-esquerdo Fábio Santos.

Por não ter assinatura nas faixas, o Galo diz que não irá se pronunciar sobre o caso.

-Rui Costa, 25 milhões em austeridade jogados no lixo com cabeças de bagre reservas. Fora, Rui Costa (SIC)- dizia uma das faixas.

Em outra, a cobrança era sobre Fábio Santos, um dos mais experientes do atual elenco.

-Fábio Santos, você é a deficiência do time! Seja por falta de bola ou por preguiça. Tenha dignidade ou quinta-feira o bicho vai pegar- cobrava outra mensagem.

O protesto, que também aconteceu na semana passada, veio em um momento de turbulência para o time, que precisa vencer o Colón-ARG, nesta quinta-feira, 26 setembro, às 21h30, no Mineirão, pelo jogo de volta das semifinais da competição continental.

Como foi derrotado na ida por 2 a 1, o Galo tem de fazer pelo menos 1 a 0 para avançar à final. Vitórias por um gol de diferença, mas com o Colón marcando gols, dá a vaga aos argentinos pelo critério de gol qualificado fora de casa.