Lance Em dia de Brasil e Colômbia, Rincón fala sobre o jogo ao L! e afirma: 'Não vejo alguém tão perto de mim'

Em dia de Brasil e Colômbia, Rincón fala sobre o jogo ao L! e afirma: 'Não vejo alguém tão perto de mim'

Ídolo no futebol brasileiro, principalmente no Corinthians, ex-meia falou sobre a situação das duas seleções em um bate-papo exclusive com a reportagem do LANCE!

Lance
Lance

Lance

Lance

Brasil e Colômbia se enfrentam pela 11ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, nesta quinta-feira (11), às 21h30, na Neo Química Arena, estádio do Corinthians. E é impossível se falar em Brasil, Colômbia e Corinthians e não se lembrar de Freddy Rincón.

Um dos maiores ídolos colombianos na década de 90 e início dos anos 2000, o meia passou por grandes equipes brasileiras, como Palmeiras, Santos e Cruzeiro, mas foi no Timão que ele se tornou ídolo, sendo, inclusive, capitão do título mundial, em 2000.

O ex-jogador falou com exclusividade com o LANCE!, onde descartou a afirmação na Colômbia de que faz falta um atleta como ele, mas admite que não vê nos jogadores atuais alguém com a características ofensivas e de recomposição que ele possui.

- Há muito tempo se fala na Colômbia que faz falta um jogador como eu, e até lá no Brasil, no Corinthians. Mas, na verdade, assim, eu não vejo assim. Não sei se eu era muito ambicioso em chegar na área e fazer gols, ser um artilheiro, mas também era ambicioso em marcar, tinha essas duas preocupações e hoje, de verdade, não vejo alguém assim muito perto - afirmou o ex-atleta em contato exclusivo com o LANCE!.

Ainda assim, Rincón se mostrou um admirador do futebol do meia Cuadrado, até mesmo quando questionado sobre a importância do retorno de James Rodrigues a Seleção Colombiana.

- Para mim, o principal jogador da Colômbia hoje é o Cuadrado. É o jogador mais importante, mesmo com a chegada dele seja agora, nesse momento, acho que o Cuadrado é o jogador mais importante da Seleção da Colômbia - destacou Rincón.

Trabalho atual e torcida para a Colômbia

Atualmente trabalhando como assistente técnico do Millionários, da Colômbia, Rincón não estará no Brasil para acompanhar o duelo da seleção do seu país, contra a do que o acolheu, mas se recordará com saudosismo da época de jogador.

- Lógico que vai bater saudade do Parque São Jorge, do estádio, do Corinthians, no estádio vai vier as boas lembranças do Corinthians. É bom sentir essa saudade, porque é um clube que eu torço muito - trouxe Freddy com saudosismo.

No entanto, Freddy garante aos brasileiros que a sua torcida é colombiana.

- Eu sou colombiano, e como colombiano vou torcer pela Seleção da Colômbia, até porque o Brasil já está classificado para a Copa. Eu vou fazer força pela Colômbia, que é o meu país, vou torcer para ela ganhar.- revelou Rincón.

Jogo duro e trabalho dos técnicos

A vitória do Brasil contra a Colômbia, que atualmente é a quarta colocada nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, representará classificação matemática dos brasileiros para o Mundial do ano que vem.

No entanto, assim como o técnico Tite disse em entrevista coletiva pré-jogo, Rincón já vê a Canarinho classificada para a Copa. No entanto, o ex-meia espera os brasileiros propondo o jogo em Itaquera.

- O jogo vai se tornar muito mais difícil para a Colômbia, porque o Brasil vai querer ganhar, e o Tite vai impor para eles ganharem todos os jogos, porque é um técnico vencedor. O jogo vai ser interessante porque a Colômbia está precisando fazer pontos e se manter na tabela de classificação - avaliou Freddy Rincón.

Em meio às críticas dos brasileiros com o desempenho da Seleção, Rincón saiu em defesa de Tite e deixou claro que o principal objetivo, que era a classificação para o Mundial, o treinador já alcançou.

- O que falar do trabalho do Tite? O Brasil está classificado, invicto, e pelo que eu vejo muita gente não está gostando como está jogando, mas o objetivo maior já foi conseguido. O trabalho tá sendo bom. O técnico conseguiu o que o brasileiro queria, a classificação, e ainda está invicto. O Tite está de parabéns - afirmou Freddy.

O ex-jogador também avaliou o trabalho de Reinaldo Rueda a frente da Seleção Colombiana, admitiu que o profissional teve dificuldades, mas, de modo geral, foi defensor do treinador.

- O Reinaldo (Rueda) tem encontra muitos problemas, muitas situações adversas para trabalhar, mas está tranquilo, porque mesmo sem entrar em campo contra o Brasil, a Colômbia está em quarto. O trabalho tem sido aceitável e torcer para se mantenha ali - destacou Rincón.

Pela Seleção Colombiana, Freddy Rincón fez parte de uma geração de ótimos jogadores, como Higuita, Valderrama, Asprilla, entre outros. O meia disputou as Copa do Mundo de 1990, 1994 e 1998.

No jogo contra o Brasil, a Colômbia terá o seu volante que joga no Corinthians, como era Rincón, trata-se de Victor Cantillo, que ganhou uma oportunidade com o técnico Reinaldo Rueda.

Últimas