Esportes Após vitória, Verstappen vê Red Bull em ritmo incrível e com sorte contra Ferrari

Após vitória, Verstappen vê Red Bull em ritmo incrível e com sorte contra Ferrari

O GP do Azerbaijão não poderia ter sido melhor para a Red Bull. A equipe viu seu principal rival na briga pelos construtores, a Ferrari, abandonar a prova com Leclerc e Sainz, e ainda conquistou uma dobradinha, tendo o líder do campeonato, Max Verstappen, conquistando a sua quinta vitória na temporada.

Max estava radiante depois da prova, muito diferente dos semblantes de decepção de Leclerc ou até mesmo de Perez, que chegou a liderar a corrida, mas acabou sendo superado pelo seu companheiro de equipe. Não é para menos, Verstappen conquistou sua 25ª vitória na carreira, igualando a marca de Niki Lauda e Jim Clark.

"Conseguimos acertar o carro, o desgaste do pneu, tivemos um pouco de sorte pela quebra das Ferraris, mas estou feliz porque o carro estava equilibrado, com um ritmo incrível. Os pneus se comportaram bem, a aderência era boa. É o que precisávamos. Foi um dia realmente bom para nós", falou Max.

O atual líder da temporada também analisou o momento ruim da Ferrari, que não conquista uma vitória desde o Grande Prêmio da Austrália, o terceiro da temporada, com Leclerc. "Isso acontece. Aconteceu comigo também e faz parte das corridas. Depois disso, é importante para a equipe garantir que não aconteça novamente", frisou.

Verstappen teve no seu lado do pódio, Sérgio Perez, que não escondeu a chateação de ter deixado escapar mais uma vitória, a que poderia colocá-lo de vez na briga pelo mundial de pilotos. O mexicano lamentou a estratégia usada pela Red Bull.

"Infelizmente, perdemos o momento de parar com VSC. Tivemos um erro de comunicação e, quando quisemos parar, já era tarde. Tivemos azar ali, faria diferença na nossa corrida, já que eu estava liderando. Tive muita degradação nos pneus médios. Precisamos entender o que gerou isso porque, certamente, o Max estava bem melhor do que eu com os pneus médios. Mas, mesmo assim, foi um bom resultado para a equipe em uma pista em que tudo pode acontecer", finalizou.

Com a segunda colocação, Perez passou para a vice-liderança do mundial de pilotos, com 128 pontos, contra 150 de Max Verstappen. Charles Leclerc ficou em terceiro, com 116.

Últimas