Esportes Volta de torcedores aos ginásios da NBA é marcada por confusão com jogadores

Volta de torcedores aos ginásios da NBA é marcada por confusão com jogadores

O início dos playoffs da NBA nesta temporada vem entregando jogos excelentes em diversas séries. O lado negativo é que diversos torcedores de diferentes equipes vêm apresentando comportamento lamentável, sobretudo contra jogadores, resultando em afastamentos e banimentos. Isso já aconteceu nos ginásios do Philadelphia 76ers, do Utah Jazz e do New York Knicks.

Na Filadélfia, a direção do Philadelphia 76ers emitiu um comunicado anunciando o banimento oficial do torcedor que atirou pipocas em Russell Westbrook, do Washington Wizards, de todos os jogos em casa da equipe imediatamente. Durante a segunda vitória do time da casa na série de playoff da Conferência Leste, Westbrook estava indo para o vestiário após ter sentido dores no tornozelo quando alguém na arquibancada atirou algumas pipocas em sua direção. Em seguida, o armador precisou ser contido para não ir de encontro aos espectadores.

"Nós nos desculpamos com Russell Westbrook e com o Washington Wizards por serem submetidos a este tipo de comportamento inaceitável e desrespeitoso", comunicaram os 76ers em nota oficial. "Não há lugar para isto em nosso esporte ou na arena", completou.

A franquia da Filadélfia concluiu uma investigação que identificou o torcedor envolvido e, então, revogou seus ingressos da temporada por tempo indeterminado. O sujeito ainda será afastado de qualquer evento realizado no ginásio Wells Fargo Center, casa do time de basquete e do Philadelphia Flyers, da NHL (hóquei no gelo).

No mesmo jogo, Bradley Beal, outro astro dos Wizards, relatou uma experiência inusitada. O jogador revelou que um torcedor que estava sentado perto de seus filhos disse algo "louco" para ele. "Parte de mim queria ir até lá e dizer: ‘Com quem você está falando? Sou um homem adulto. Mas eu não posso fazer isso", contou o atleta, sem entrar em detalhes sobre o que realmente foi dito. Ele apenas considerou o incidente como "nojento".

"Esse era um comportamento inaceitável e sem classe e não vamos tolerar isso no Wells Fargo Center. Estamos orgulhosos de ter os torcedores mais apaixonados do país e a melhor vantagem em casa e no gelo, mas esse tipo de comportamento não tem lugar em nossa arena", disse Valerie Camillo, presidente de operações comerciais do ginásio.

EM SALT LAKE CITY - Outro caso aconteceu com o Utah Jazz. A franquia anunciou o banimento de três torcedores por ações inadequadas nas arquibancadas durante a vitória da equipe sobre o Memphis Grizzlies, no jogo 2 da série, na última quarta-feira.

O comunicado diz: "O Utah Jazz tem tolerância zero para comportamentos ofensivos ou disruptivos. Um incidente ocorreu ontem à noite envolvendo uma altercação verbal durante o jogo 2. A equipe de segurança da arena interveio, e a investigação resultou na remoção e proibição de forma indefinida de três fãs do Jazz. Pedimos desculpas a todos os que foram afetados por este infeliz incidente e condenamos o comportamento inaceitável dos fãs. O Utah Jazz está comprometido em garantir um ambiente seguro e respeitoso".

De acordo com relatos, esses três torcedores teriam discutido e xingado a família de Ja Morant, astro dos Grizzlies, que estava presente no jogo.

Outra equipes também anunciou proibições e sanções contra um torcedor. O New York Knicks decidiu banir do ginásio Madison Square Garden, em Nova York, um fã que cuspiu no armador Trae Young, do Atlanta Hawks, durante o jogo 2 da série, também realizado na última quarta-feira.

A franquia de Nova York divulgou um comunicado pedindo desculpas a Trae Young e aos Hawks e confirmando o banimento do torcedor. "Investigamos o assunto e determinamos que esse indivíduo, que não é portador de ingressos para a temporada, de fato cuspiu em Trae Young e, por esse motivo, ele agora está banido do Garden por tempo indeterminado. Pedimos desculpas a Trae e a toda a organização Atlanta Hawks pelo comportamento deste torcedor. Isso é totalmente inaceitável e não será tolerado em nosso ginásio. Entregamos as informações às autoridades competentes", disse a equipe.

Young, no entanto, se recusou a apresentar queixa contra o torcedor que cuspiu nele. "Agradecemos a resposta do Garden ao incidente e o foco de Trae permanece em seus companheiros de equipe e no jogo 3", disse Omar Wilkes, agente do armador.

O jogador dos Hawks tem sido o centro das atenções dos fãs do Knicks depois de provocar a franquia durante jogo 1 da série, fazendo sinal de silêncio. Alguns torcedores mais exaltados gritaram "F - Trae Young" durante o jogo de quarta-feira.

A NBA divulgou um comunicado na quinta-feira sobre o código de conduta da liga nos playoffs. "O retorno de mais fãs da NBA às nossas arenas trouxe grande empolgação e energia para o início dos playoffs, mas é fundamental que todos mostremos respeito para jogadores, dirigentes e outros torcedores. O código de conduta de torcedor será aplicado com vigor para garantir um ambiente seguro e respeitoso para todos os envolvidos", informou.

Últimas