Esportes Vettel escala 'Bond Girl' icônica de 007 como sua parceira para a disputa da F-1

Vettel escala 'Bond Girl' icônica de 007 como sua parceira para a disputa da F-1

O tetracampeão mundial Sebastian Vettel vai disputar a temporada de Fórmula 1 muito bem acompanhado neste ano. Mantendo a sua tradição de batizar os carros com os quais compete nas corridas, o piloto alemão recorreu a um personagem icônico do universo do 007 James Bond para formar uma parceria de impacto. A eleita para dividir com ele o duelo nas pistas é a Bond Girl Honey Rider, interpretada pela atriz Ursula Andress no filme "007 contra o Satânico Dr No". O título foi um dos grandes sucessos da saga do agente secreto britânico.

O motivo da homenagem tem uma razão simples. A Aston Martin, atual equipe de Vettel, fornece há décadas os carros oficiais para a produção dos filmes de Bond. As Bond Girls são uma atração à parte nas tramas vividas pelo agente secreto e Honeychold Ryder é considerada uma das personagens mais marcantes.

O ritual de dar nomes a seus carros é uma tradição na carreira do alemão. Honey Ryder ocupa agora o posto de "Lucilla", nome de seu carro na Ferrari. Tudo começou na temporada de 2008, quando, correndo pela Toro Rosso, Vettel batizou o seu bólido de "Julie" ao vencer o GP da Itália. A opção de trocar a Ferrari pela Aston Martin é o seu grande desafio para a temporada que começa neste domingo. O alemão já conquistou o posto de campeão em quatro oportunidades: 2010, 2011, 2012 e 2013, todas pela Red Bull.

A temporada da Fórmula 1 terá início com a disputa do GP do Bahrein. O holandês Max Verstappen, da Red Bull, é considerado um dos favoritos ao título e largará da pole position. No entanto, todas as atenções estão voltadas para o inglês Lewis Hamilton. Heptacampeão do mundo, ele se isola como o maior vencedor da categoria se conquistar o Mundial deste ano, superando o ex-piloto alemão Michael Schumacher, que terá seu filho, Mick, nas pistas.

Após uma temporada em que a pandemia do novo coronavírus acabou atrapalhando qualquer tipo de cenário, a Fórmula 1 tenta voltar à normalidade. Para cumprir todo o calendário, estão previstas 23 provas, por enquanto todas sem público.

Últimas