Esportes Veteranos Vettel, Alonso e Raikkonen celebram bons resultados no GP do Azerbaijão

Veteranos Vettel, Alonso e Raikkonen celebram bons resultados no GP do Azerbaijão

O GP do Azerbaijão, nas ruas de Baku, terminou sem Max Verstappen na pista e com Lewis Hamilton muito longe do pódio, em 15.º lugar. O holandês abandonou a prova por causa de um pneu furado, enquanto o inglês passou reto em uma curva. Diante do caos que atingiu as principais estrelas da Fórmula 1 neste domingo, o brilho não ficou apenas com o vencedor Sergio Pérez. Os veteranos Sebastian Vettel, Fernando Alonso e Kimi Raikkonen também tiveram destaque.

A maior alegria entre esses três nomes foi a de Vettel, que largou em 11º lugar e terminou a prova em segundo lugar. O tetracampeão da categoria comemorou muito o feito, já que foi o seu primeiro pódio pela Aston Martin. Além disso, ele não alcançava as primeiras posições desde novembro de 2020.

"Na relargada, tudo se encaixou para ganhar outras duas posições com os pneus mais aquecidos e mais novos. Eu estou nas nuvens e isso é ótimo. Obviamente é um pódio que não esperávamos. Desde sexta-feira estávamos nos sentindo bem, mas hoje foi muito mais doce", celebrou o alemão.

Assim como Vettel, Fernando Alonso não saiu tão bem colocado, em nono, e conseguiu ganhar posições, cruzando a linha de chegada em sexto lugar. De volta à Fórmula 1 nesta temporada, após ficar de fora por dois anos, o espanhol fez o seu melhor resultado com a Alpine desde o retorno.

"O carro esteve muito bem. A equipe fez um trabalho muito bom na largada e relargada, o que podemos notar nos últimos três ou quatro GPs. Hoje correu tudo bem, mas poderia dar errado. Nós tivemos um pouco de sorte. Até então estávamos um pouco lentos na corrida. Uma pequena recompensa deixa nossa tarde feliz", avaliou.

A lista de pilotos que pontuaram foi fechada por outro veterano, Kimi Haikkonen, o décimo colocado da prova, depois de ter largado em 14º lugar. Diante de todas as adversidades da pista, o piloto finlandês considera que as coisas poderiam "ter dado muito errado", por isso valorizou o único ponto somado.

"As ultrapassagens revelaram-se surpreendentemente difíceis. Conseguimos alcançar os carros à nossa frente com relativa facilidade, mas não conseguimos avançar. O reinício após a bandeira vermelha foi bastante agitado, poderíamos ter sido melhores, mas também poderia ter dado muito errado, então vamos marcar aceitar ponto. Acho que não poderíamos ter feito mais, no final", disse.

Mesmo sem a pontuação em Baku, Max Verstappen e Louis Hamilton seguem isolados nas duas primeiras colocações do mundial. Verstappen está em primeiro, com 105 pontos, quatro a mais que Hamilton, que tem 101. Sergio Pérez, vencedor da prova, é o terceiro, com 69.

Últimas