Esportes Tsuboi vence e Calderano perde no início de torneio de tênis de mesa em Macau

Tsuboi vence e Calderano perde no início de torneio de tênis de mesa em Macau

Divididos em chaves diferentes por causa do ranqueamento, Gustavo Tsuboi e Hugo Calderano tiveram resultados opostos na estreia no WTT de Macau, última competição da temporada 2020 do tênis de mesa. Enquanto Tsuboi derrotou Zhao Zihao, Calderano perdeu para Lin Gaoyuan, ambos da China. Mas os brasileiros seguem na disputa.

Número 44 do mundo, Tsuboi derrotou Zihao, o 23.º colocado no ranking, de virada, por 3 games a 1, com parciais de 4/11, 11/6, 11/8 e 11/8. O próximo adversário do brasileiro será o sueco Mattias Falck, 9 do mundo, por volta de 23h40 (horário de Brasília) desta quarta-feira. Em caso de triunfo, estará nas quartas de final, fase em que se encontraria com um dos quatro mesa-tenistas da chave de Calderano.

Na sua estreia, Tsuboi foi dominado no primeiro game, após um início equilibrado, perdendo sete pontos seguidos para ser batido por 11/4. Depois, porém, dominou o duelo. Após o triunfo, culpou o nervosismo pelo início irregular.

"No começo eu estava um pouco nervoso. Sempre o primeiro jogo é um pouco difícil. Ainda mais com tantas mudanças, cor da mesa, a arena de jogo, o jeito de pegar a toalha, as bolas. Perdi bem fácil o primeiro set, ele impôs seu jogo e não consegui fazer quase nada. Foi bom depois, que eu consegui achar meu jogo. Consegui variar bastante, saque, recepção. E as coisas foram fluindo melhor, meu espírito de luta foi crescendo", analisou Tsuboi.

Ele voltou a oscilar no quarto game, após abrir 5/0, mas não deixou o triunfo escapar. "Estou muito feliz de ter ganho. Aqui estão os melhores, é um torneio muito forte. Ganhar de um atleta da seleção da China é algo muito bom para mim e para o tênis de mesa brasileiro. Mostramos que estamos no cenário e dá para competir com eles", comemorou.

Hoje o sexto colocado do ranking, Calderano perdeu para Xu Xin, número 2 do mundo, de virada, por 3 a 2, com parciais de 4/5, 3/5, 5/1, 5/2 e 5/3. Mais agressivo, o brasileiro foi melhor no início do duelo, mas passou a ser dominado a partir do momento em que o adversário errou menos.

Compondo o grupo com os mesa-tenistas mais bem ranqueados, Calderano não tem risco de eliminação, com os confrontos servindo para determinar a prioridade de escolha do adversário nas quartas de final. Além disso, os games são disputados na chave apenas até o quinto ponto - costumam ser de 11.

Derrotado na sua estreia em Macau, Calderano voltará a jogar nesta quinta. Ele enfrentará mais um chinês, Lin Gaoyuan, o número 5 do mundo, às 7h30, que valerá a terceira posição da sua chave.

Últimas