Tatame Bia Basílio foca na categoria, mas promete se ‘doar’ no absoluto do Europeu: ‘Vou para vencer’

Bia Basílio foca na categoria, mas promete se ‘doar’ no absoluto do Europeu: ‘Vou para vencer’

Bia Basílio foca na categoria, mas promete se ‘doar’ no absoluto do Europeu: ‘Vou para vencer’

Bia Basílio foca na categoria, mas promete se ‘doar’ no absoluto do Europeu: ‘Vou para vencer’

Por Yago Rédua

Indo para a sua segunda temporada como faixa-preta, Bianca Basílio começa o ano de 2018 na briga pelo título peso-pena do Europeu da IBJJF. A lutadora da Almeida JJ foi vice-campeã do último ADCC, realizado em setembro passado, na Finlândia, e vai embalada para o torneio que acontece em Portugal até o próximo domingo (21). Em entrevista à TATAME, Bia disse que almeja o título na divisão, mas também está de olho no absoluto.

Sem Lo, faixas-preta se preparam para entrar em ação no Europeu 2018; veja

“A minha divisão no Europeu está bem legal, acredito em lutas duras para caramba. Estou confiante e vamos sair na porrada. É isso aí (risos). Eu vou lutar o absoluto, sim. Quem está na chuva é para se molhar (risos). Estou me preparando para peso e absoluto. Claro que o foco ainda é a categoria, mas vou dar o meu melhor no absoluto e vou para vencer. Todas as oponentes são duras, não vou fazer diferente com nenhuma delas. Vou dar meu melhor com todas elas e vai dar tudo certo, com certeza”, projetou a jovem Bia.

A lutadora também comentou sobre a sua preparação para o Europeu, afirmou que foi “tranquilo” manter a dieta mesmo com as festas de fim de ano e revelou que analisou os erros de 2017, focando em corrigi-los já a partir do primeiro grande evento de 2018.

Confira a entrevista com Bia Basílio na íntegra:

– Preparação para o Europeu de Jiu-Jitsu

Minha preparação está sendo de três a quatro treinos por dia. Três de Jiu-Jitsu e um de preparação física e força. Nas férias, eu fiz hipertrofia, para fazer parte da periodização daqui para o Mundial. Agora, o meu treino está sendo de força. Três vezes por semana eu vou para preparação física. Não foi difícil controlar a dieta (em meio as festas de fim de ano). Eu estou acostumada a não comer besteira, para mim não fez tanta diferença. Consegui comer bem o tempo inteiro. Nas minhas férias, estava comendo ovo cozido, batata doce, tapioca, frango e assim por diante. Graças a Deus, eu consegui ir bem e não podia extrapolar também, porque preciso perder uns 4kg para lutar no peso-pena.

– Experiência adquirida durante 2017

O meu ano de 2017 não foi um ano da forma como eu esperava. Eu cometi muitos erros que esse ano de 2018 eu não irei cometer. Estou me preparando forte e muito focada. Esse ano será diferente, para muito melhor do que em 2017. Muitas coisas estão sendo mudadas, como a minha alimentação, parte de musculação e o Jiu-Jitsu, pra mais (risos).

– Trabalho na Almeida Jiu-Jitsu o novo ano

Meu ano de 2017, até a preparação para o ADCC, foi muito boa. Os meus mestres, Diego e Caio Almeida, estavam comigo o tempo inteiro. Nós treinamos muito forte. Toda sexta-feira eu ia para a academia do meu professor Diogo Almeida para ajustar algumas posições, coisas, na verdade, que estavam faltando. Mas, graças a Deus, deu tudo certo. O meu treino é muito bom. Tenho os meus parceiros de treinos como o Cleber Clandestino, Raul Basílio, Leonardo Teixeira, André Honda, os moleques monstros pra caramba. Meus melhores treinos, tem o Yago Carvalho, Eduardo Tinoco. Nossos treinos estão pesados e todo mundo focado. Eu lutei com adversárias bem experientes e acho que isso conta muito na faixa preta. Por isso, disse que conta como experiência. A vida de um lutador não é feita só vitórias. A gente perde, mas na verdade, acredito que nunca se perde, sempre aprende. Com uma derrota, ele está aprendendo e ganhando experiência. O lutador sempre tem algo a evoluir e 2018 será um ano diferente. Nosso treino está pesadão, vindo com tudo.

– Principais planos para 2018 no Jiu-Jitsu

Os meus planos são lutar todos os principais campeonatos: Europeu, Pan, Brasileiro, Mundial e o World Pro, e ser campeã em todos eles, além dos demais campeonatos. Meu objetivo é me preparar da melhor forma, porque as competições são consequência. Quero me preparar bastante, ficar forte, puxa muito ferro, treinar muito Jiu-Jitsu (risos). Me preparar de verdade. Esse é, na realidade, o meu principal objetivo para o ano de 2018.

Já conhece o App da TATAME para celular e o nosso shopping virtual? Confira!
    Access log