Rival do São Paulo na Libertadores, River faz quarentena após caso de covid-19

Próximo adversário do São Paulo na Copa Libertadores, em 17 de setembro, o River Plate anunciou que o preparador de goleiros Adrián Olivieri testou positivo para a covid-19. O clube argentino aguarda a chegada de mais testes para entender o grau de disseminação da doença no restante da equipe. Enquanto isso, os treinos foram suspensos por tempo indeterminado e o elenco entrou em quarentena.

"O treinador de goleiros Adrián Olivieri, que tinha estado isolado esta manhã devido a sintomas suspeitos, testou positivo para covid-19 e, por isso, a equipe vai ficar dentro da bolha, sem efetuar qualquer atividade, até que haja novos testes", escreveu o River Plate, em comunicado oficial, publicado suas redes sociais.

Toda a delegação do clube - cerca de 100 pessoas - está concentrada numa espécie de "bolha", em um hotel da cidade Ezeiza, localizada na Grande Buenos Aires. Eles saem todos os dias para treinar no centro de treinamento River Camp, que fica a algumas quadras do hotel.

De acordo com o clube, Olivieri teve febre durante a madrugada e foi imediatamente afastado da concentração. Acredita-se que, como ele não teve contato com ninguém de fora da bolha, o vírus poderia estar incubado no organismo do treinador.

"O que pode ter acontecido é que o afetado estava em processo de incubação, quando chegou à bolha, porque esse tempo pode ser estendido para sete dias e aí ele chegou já infectado na última segunda-feira, quando começou a concentração fechada", disse Eduardo López, assessor médico do presidente da Argentina, Alberto Fernández, à TyC Sports.

O resultado dos demais exames devem sair na próxima segunda-feira. Portanto, a equipe deve voltar a treinar, dependendo da situação, apenas na terça-feira. O River Plate está há 20 dias de viajar para o Brasil. O clube entrará em campo contra o São Paulo, em 17 de setembro, em partida válida pela fase de grupos da Libertadores.