Real Sociedad volta atrás e não vai retomar atividades no centro de treinamento

A Real Sociedad planejava ser o primeiro time do Campeonato Espanhol a retomar as atividades durante a pandemia do novo coronavírus, mesmo que sem trabalho em grupo. No entanto, o clube basco voltou atrás e comunicou neste domingo que os jogadores vão manter a rotina de treinos em suas casas por enquanto.

Dessa maneira, não há mais a opção de os jogadores retomarem as atividades no centro de treinamento Zubieta, em San Sebastián, a partir da próxima terça-feira, como havia sido informado. O clube planejou o retorno dos treinamentos individualmente em suas instalações depois que o governo liberou os trabalhadores não essenciais a voltarem a seus postos a partir desta segunda-feira, respeitando as medidas de segurança.

Os atletas vão continuar fazendo os treinamentos individuais em suas casas, o que já acontece há cerca de um mês em razão da paralisação dos campeonatos por conta da pandemia do novo coronavírus.

"Estamos plenamente conscientes da responsabilidade que temos e, portanto, a Real Sociedade está trabalhando para projetar um retorno ao trabalho para todos os nossos atletas e funcionários que, de acordo com as medidas de segurança estabelecidas pelas autoridades, colocam a saúde à frente de qualquer outra consideração", disse o clube, por meio de um comunicado oficial divulgado em seu site oficial.

A Real Sociedad também anunciou um acordo com os jogadores do elenco principal para a redução de 5% do salário, caso a temporada seja retomada. Se as competições forem encerradas na Espanha, o corte chegará a 20%.

A Espanha está em estado de emergência desde o dia 14 de março e seguirá até 26 de abril, no mínimo. As medidas rigorosas de contenção à covid-19, que ajudaram a reduzir a taxa de mortalidade da doença, estão sendo relaxadas no país.

Os números oficiais divulgados neste domingo apontam para mais de 166 mil casos confirmados da doença na Espanha, com quase 17 mil mortes.