Silvio Lancellotti Por 1 X 0 o Santos despacha um Corinthians quase inexistente

Por 1 X 0 o Santos despacha um Corinthians quase inexistente

E assume a liderança provisória do Brasileiro/2019, sem sofrer qualquer ameaça de um rival com seis desfalques e armado só no contra-ataque

Eduardo Sasha: o 5º gol e a liderança da artilharia, com o Gabigol do Flamengo

Eduardo Sasha: o 5º gol e a liderança da artilharia, com o Gabigol do Flamengo

@SantosFC

Menos de 48 horas antes da estréia da seleção masculina do Brasil, diante da Bolívia, na Copa América realizada por aqui. Menos de 24 horas antes da segunda partida da seleção feminina, diante da Austrália, na Copa do Mundo organizada pela França. Sensação térmica abaixo dos 16 graus na Paulicéia. E ainda no Dia dos Namorados. Sim, acabou por ter uma certa lógica a decisão da diretoria do Santos que, ao invés de pegar o Corinthians no estádio do Pacaembu, com os seus lautos 40.199 lugares, optou por mandar o “Clássico Alvinegro”, o mais antigo do Futebol do Estado, na sua Vila Belmiro, apenas 16.068 assentos. Lá, quem sabe mais gente se interessasse pelo combate,

Detalhe da Vila Belmiro em 12/06/2019

Detalhe da Vila Belmiro em 12/06/2019

@SantosFC

Na Baixada, dentro do Estádio Urbano Caldeira, datado de Outubro de 1916, na noite desta quarta-feira, dia 12 de Junho de 2019, ao menos se poderia correr e bater bola sob uma temperatura mais acolhedora, oito graus acima daquela da capital. De um lado, apesar da sua 2ª posição no Campeonato Brasileiro, um “Peixe” bastante irregular, 17 pontos em 24 possíveis, 11 tentos contra 7. Do outro, embora proveniente do tri no Estado, um “Mosqueteiro” bem oscilante, a 10ª colocação, 12 pontos em 21 disponíveis, uma rodada de atraso, um ataque medíocre, com 7 gols anotados, mas um defesa excelente, somente 4 sofridos. Importante: na sua Vila o time praiano já acumulava 5 vitórias consecutivas sobre o rival do Planalto desde a temporada de 2014.

Jadson X Felipe Aguilar

Jadson X Felipe Aguilar

@SantosFC

Placar de Santos 1 X 0 Corinthians. Desde o seu duelo inaugural, “Peixe” 6 X 3, no Parque Antarctica, certame regional, em 22 de Junho de 1913, até o recente 1 X 0, também em favor do clube da Baixada, 9 de Abril, pelas semifinais do “Paulistão”, os dois adversários tinham se defrontado em 334 oportunidades. Mas, apesar do resultado do prélio, permanece enorme a vantagem estatística do “Timão”. Agora, nos sucessos, 130 X 107, e nos tentos 583 X 507. Ainda que miúdo, o público, 11.831 pessoas, foi evidentemente efusivo e essencial.

Sampaoli

Sampaoli

@SantosFC

Com seis desfalques na sua escalação, debaixo da pressão da platéia, Fábio Carille, treinador do “Mosqueteiro”, se resguardou, contido, a especular nas contra-ofensivas em direção a Vágner Love, o seu avante solitário. E o Santos de Jorge Sampaoli, é claro, se empenhou na marcação da saída de bola e no trança-trança de toques cadenciados nos limites da grande área do inimigo. Valter, o substituto de Cássio na meta do Corinthians, ainda realizou meia-dúzia de catadas sem a necessidade das acrobacias. De qualquer maneira, faltaram emoções até que desembarcasse na orla o intervalo da porfia.

Sasha, 1 X 0 aos 60'

Sasha, 1 X 0 aos 60'

@SantosFC

Depois do retorno, o Santos começou a dominar de uma forma inexorável. Martelou e re-martelou através de 15’, até que, aos 60, conseqüência de uma triangulação exemplar no lado esquerdo da sua ofensiva, Eduardo Sasha completou uma tabela de Jorge com Soteldo, 1 X 0 e com absoluta justiça. Sasha subiu a cinco gols no campeonato e se tornou o artilheiro ao lado do Gabigol do Flamengo. O “Peixe” alcançou o patamar dos 20 pontos e, ao menos por enquanto, estará um degrau acima do Palmeiras, que tem 19 mas, nesta quinta-feira, 13, abriga o rabeira Avaí, só 4. Detalhe crucial: no caso do “Verdão”, continuam pendentes os 3 pontos que ganhou contra o Botafogo num jogo em que um equívoco horroroso na utilização do VAR talvez obrigue os doutos senhores do  STJD da CBF a determinarem uma nova pugna.


Gostou? Clique em “Compartilhar”, em Tuitar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!