Silvio Lancellotti Para André Jardine e Fábio Carille, uma semana de riscos enormes

Para André Jardine e Fábio Carille, uma semana de riscos enormes

Cada clube no pior começo de temporada em anos, o São Paulo desde 1992, o Corinthians desde 2001, jogos perigosos e, no domingo, o confronto direto

Os simpáticos mascotes de Corinthians e São Paulo

Os simpáticos mascotes de Corinthians e São Paulo

SPFCNet

Uma somatória inusitada de fatores e de circunstâncias transformou esta semana numa coletânea de dias cruciais para o futuro próximo do São Paulo e do Corinthians. O “Tricolor” e o “Mosqueteiro”, afinal, vivem momentos de tensão que, ao se iniciar esta temporada de 2019, no começo de Janeiro, nem os seus torcedores e nem os seus cartolas poderiam suspeitar. Uma semana de perigos que culminará, no domingo, 17, no seu confronto direto.

Luxemburgo, em 2001

Luxemburgo, em 2001

corinthians.net

Com dois triunfos, uma igualdade e três derrotas nos seis primeiros jogos, o Corinthians realiza o seu pior princípio de ano desde 2001, quando acumulou dois empates, três fracassos e uma única vitória. Comandavam o seu elenco, então, Darío Pereyra, demitido após três porfias, e Vanderlei Luxemburgo que, impactantemente, ainda conduziria o clube ao 24º título no Estadual.

Telê, em 1992

Telê, em 1992

SPFCNet

Com três triunfos e cinco derrotas (duas na Florida Cup), o São Paulo realiza a sua pior abertura desde, absurdo!, 1992, quando registrou dois sucessos, duas igualdades e três fracassos. Orientava o seu elenco, então, o mago Telê Santana (1931-2006), que havia assumido o encargo em 1990 e nele permaneceria até 1996. O “Tricolor” de Telê ainda arrebataria os troféus do Estadual, da Libertadores e, em Dezembro, da Copa Intercontinental.

Em 6/2, Pochettino, Talleres 2 X 0 São Paulo

Em 6/2, Pochettino, Talleres 2 X 0 São Paulo

Conmebol

Nesta quarta, 14, caberá ao Estádio do Morumbi sediar o ato mais recente do atual drama do São Paulo. Na noite de 6 de Fevereiro, em Córdoba, Argentina, na pugna de ida pela fase de pré-classificação da Libertadores/2019, perdeu do Talleres de Córdoba, 0 X 2, e agora, na volta, necessitará de um resultado de 3 X 0 para sobreviver. Em mata-matas contra platinos, o “Tricolor” ostenta o placar de 9 X 9. No seu currículo integral frente a agremiações da Argentina, em 94 duelos o marcador exibe um transparente equilíbrio, 34 X 36.

Em 2017, o Racing elimina o Corinthians dentro de Itaquera

Em 2017, o Racing elimina o Corinthians dentro de Itaquera

Twitter Racing

Nesta quinta, 15, o Corinthians desafiará os seus riscos na sua Arena ainda-sem-nome de Itaquera. Na primeira fase da Copa Sul-Americana, também ida-de-volta, hospedará o Racing de Avellaneda, que tem um retrospecto positivo diante do “Mosqueteiro”: em seis pelejas, três empates e dois triunfos. Em 2017, na mesma competição, o Racing eliminou o “Timão” no critério do gol qualificado, 1 X 1 em Itaquera e 0 X 0 em Avellaneda. Ao menos, no cômputo geral, o alvinegro carrega uma vantagem mínima: 28-19-27. O retorno, na complexidade do alçapão da Argentina, acontecerá em 27 de Fevereiro.

André Jardine

André Jardine

SPFCNet

Exacerba a situação de ambos, São Paulo e Corinthians, o turbilhão das críticas que já solapam os trabalhos de cada treinador. No “Tricolor”, por exemplo, se multiplicam as contestações, severas, à eventual imaturidade e à mínima experiência de André Jardine, 39 de idade, na sua estréia como um efetivo na liderança. E ele não pode se queixar da qualidade do plantel básico que herdou e no aprimoramento que os cartolas lhe ofereceram.

Fabio Carille

Fabio Carille

FolhaPress

No “Mosqueteiro”, já incomodam as dúvidas a respeito da propriedade da recontratação de Fábio Carille, que conquistou o Brasileiro/2017 e também o bi do Paulistão em 17/18. Em Maio, Carille optou por trocar o “Timão” pelos petrodólares sauditas. Não funcionou, e a diretoria do alvinegro o resgatou. Só que, até agora, o seu carisma não se reacendeu. Ou, não se reaqueceu o suficiente para estruturar uma equipe com os reforços que recebeu.

Em 21/7/2018, São Paulo 3 X 1 Corinthians

Em 21/7/2018, São Paulo 3 X 1 Corinthians

SPFCNet

Difícil imaginar que Jardine e Carille reprisem as proezas de Telê e de Luxemburgo. Uma despedida precoce da Libertadores, com certeza, levará à demissão de Jardine. Carille dispõe de mais chances, mesmo no caso de uma queda diante do Racing. Para qualquer um, porém, será absolutamente imperdoável a atuação infeliz, domingo, no “Majestoso” deste Estadual. Osmar Loss, que cuidava do “Mosqueteiro” em 21 de Julho de 2018, resistiu aos 3 X 1 que o São Paulo lhe pespegou. Ele e Diego Aguirre, o então treinador do “Tricolor”, depois sucumbiriam pelo conjunto de suas obras. No entanto, nada, nada pune com tanta impiedade como a rivalidade entre os co-irmãos.


Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tweetar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!

    Access log