Impressionante: por fáceis 3 X 0 o Palmeiras demoliu o São Paulo

Um gol aos 11', cabeçada de Bruno Henrique da entrada da área, insinuou o que viria. Agora, é torcer por outro verde, o Goiás, contra o Flamengo.

A capa do jornal virtual do "Verdão"

A capa do jornal virtual do "Verdão"

@SEPalmeiras

Um líder além de disparado no Campeonato Brasileiro de 2019, nesta quarta-feira, dia 30 de Outubro, o Flamengo descansou tranqüilo no regaço dos seus 67 pontos em 84 disponíveis. Na noite de quinta, terá um encontro difícil, visitante, diante do Goiás, que tem só 38 mas que realiza um desempenho de fato excelente no segundo turno do certame, com 17 dos 27 possíveis.

Justíssima celebração, Palmeiras 3 X 0 São Paulo

Justíssima celebração, Palmeiras 3 X 0 São Paulo

@SEPalmeiras

Daí a importância de um triunfo, para qualquer dos rivais, no “Choque-Rei” de Palmeiras X São Paulo na noite do Allianz Parque. O “Verdão”, vice-líder nos 57, necessitava preservar as suas boas esperanças de re-encostar no “Urubu”. O “Tricolor”, na quarta colocação com 49, ainda batalhava para se consolidar no chamado G-4, que garante a vaga direta na Libertadores.

O jogador de fundo, ajoelhado, Felipe Melo

O jogador de fundo, ajoelhado, Felipe Melo

@SEPalmeiras

Havia, de todo modo, uma prenda paralela em disputa no estádio do ex-Palestra Itália. Apelidado de “Choque-Rei”, nos anos 40, pelo antológico jornalista Thomaz Mazzoni (1900-1970), indubitável patrono de quem ama escrever sobre Futebol, o desafio Palmeiras X São Paulo começou a sua história em 30 de Março de 1930, no antigo campo da Floresta, 2 X 2.

Imagem emblemática, no chão, o desalentado Tiago Volpi

Imagem emblemática, no chão, o desalentado Tiago Volpi

@SEPalmeiras

Desde então, em 321 pelejas, exibia 108 vitórias para cada adversário e uma vantagem insignificante do Palmeiras no total de gols, 426 a 424. O resultado do Allianz, 3 X 0 para os hospedeiros de Mano Menezes, não apenas detonaram a equivalência como humilharam os visitantes de Fernando Diniz.

Bruno Henrique, a comemoração do 1 X 0

Bruno Henrique, a comemoração do 1 X 0

FolhaPress

O massacre principiou cedinho, logo aos 11’, quando Dudu e Deyverson se aproveitaram de uma hesitação de Arboleda, o arqueiro Tiago Volpi espalmou de mão molenga e, impressionante, Bruno Henrique realizou 1 X 0 com uma testada pouco além da linha da área grande. Aos 42’, também de cabeça e numa vacilada infantil da defesa do “Tricolor”, Felipe Melo desfrutou um escanteio cobrado por Dudu. Enfim, aos 57’, já entregue o inimigo, Zé Rafael puxou uma contra-ofensiva que Scarpa completou à saída de Volpi.

Felipe Melo, a comemoração dos 2 X 0

Felipe Melo, a comemoração dos 2 X 0

@SEPalmeiras

Fernando pode se consolar. Empacado nos 45 pontos, o São Paulo não corre o risco de perder a quarta colocação nesta rodada. Mano pode se orgulhar, pela performance mais incisiva do seu elenco desde a sua posse. A oitava vitória do Palmeiras em nove prélios com o “Tricolor” no Allianz. Na outra pugna aconteceu um empate. E pode sonhar. Ascendeu aos 60 pontos e, claro, nesta quinta, novamente se tornará um esmeraldino, com o Goiás.


Gostou? Clique em “Compartilhar”, ou em “Twittar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!