Silvio Lancellotti Dois combates cruciais, e o Inter retira o São Paulo da liderança

Dois combates cruciais, e o Inter retira o São Paulo da liderança

Vitória do "Colorado", 2 X 1 no Flamengo, no Beira-Rio. Derrota do "Tricolor", 0 X 1, em BH. Ambos nos 46 pontos. Os gaúchos, porém, um saldo melhor.

Rodrigo Dourado, um gol de testa e o seu Inter no topo da tabela

Rodrigo Dourado, um gol de testa e o seu Inter no topo da tabela

jogadorescolorados

Começaram simultaneamente, nos arredores do horário das 21h45 desta quarta-feira, dia 5 de Setembro, os dois cotejos mais significativos da rodada de número 23 do Campeonato Brasileiro de 2018. No Independência de Belo Horizonte, o Atlético Mineiro, então com 35 pontos, na sexta colocação da tabela, contra o São Paulo, 46 e a posição de liderança. E, no Beira-Rio de Porto Alegre, o Internacional, vice, 43, contra o Flamengo, terceiro, 41.

Inter 1 X 0, para a desolação de Marcelo Barbieri

Inter 1 X 0, para a desolação de Marcelo Barbieri

FolhaPress

O “Colorado” abriu o marcador, logo aos 5’ da sua pugna no Sul, graças a um infortúnio da defesa do “Urubu”. Um alçamento despretensioso de Edenílson no rumo do meio da área do time carioca, um salto equivocado de Léo Duarte, a pelota que resvala numa das canelas de William Pottker e daí no bumbum do zagueiro, a sobra que o atacante, ex-Ponte Preta, desfruta, o Internacional 1 X 0 no placar, para a súbita desolação do treinador Marcelo Barbieri.

Ricardo Oliveira, um eterno oportunista

Ricardo Oliveira, um eterno oportunista

Site Atlético MG

O resultado, momentaneamente, elevava o clube gaúcho ao patamar dos 46 pontos, apenas um atrás do São Paulo que ainda se sustentava no empate em Minas e, por isso, alcançava os 47. Mas, meros 120” depois, o oportunista Ricardo Oliveira, um dos artilheiros do torneio, cabeceou um cruzamento na trave e, ansioso para salvar, o lateral Régis anotou contra a própria meta. “Tricolor” de volta aos 46, o Internacional, porém, apesar do mesmo volume de pontos, tomava a liderança pelo saldo de tentos, 17 a 16.

Anderson Daronco, uma arbitragem dentro das recomendações da FIFA

Anderson Daronco, uma arbitragem dentro das recomendações da FIFA

ABAF

Melhorou bastante o São Paulo na etapa derradeira. Até reclamou de um penal supostamente não apitado, aos 51’,  pelo mediador Anderson Daronco (RS). Nenê bateu uma infração e, efetivamente, a bola chegou a tocar no braço de Leonardo Silva. Antes, todavia, num espaço de metro e pouco, havia resvalado na cintura de Ricardo Oliveira e na barriga do mesmo Leonardo. Certíssimo Daronco, que respeitou os critérios do chamado “Fator Surpresa”, explicitamente estabelecidos pelo caderno de recomendações da FIFA.

Vitinho, por 120", as esperanças do Flamengo - e do São Paulo

Vitinho, por 120", as esperanças do Flamengo - e do São Paulo

flamengorj.com

Ressurgiram as esperanças do “Tricolor” aos 57’, quando Vitinho acertou um lindo petardo de 20 metros e levou o Flamengo à igualdade no Beira-Rio. No entanto, de novo, como no primeiro tempo, bastariam meros 120” para que o “Colorado” recuperasse a vantagem na porfia e também na tabela. Então, os cronômetros se aproximavam dos 59’. Nico López remeteu um escanteio precisamente na testa do seu volante Rodrigo Dourado, um dos olímpicos de ouro nos Jogos do Rio/2016. O Internacional, fulminante, 2 X 1.

Diego Aguirre, sussurros ao final do cotejo

Diego Aguirre, sussurros ao final do cotejo

Rubens Chiri / saopaulofc.net

Claro, atletas e torcedores do “Tricolor”, por ignorarem a regra ou por tola malícia, reclamaram de Daronco como o único responsável pelo seu tombo. Seu treinador, Diego Aguirre, ao final do prélio, enquanto se despediam, até mesmo sussurrou algo num dos ouvidos do mediador. Que sorriu, um tanto desajeitadamente. Paciência, São Paulo. No sábado, dia 8, pela rodada 24, no Morumbi, o tricolor hospedará um adversário acessível, na teoria, o Bahia, 28 pontos e a 8ª colocação na tabela. Ao Inter, contudo, caberá, nada mais, nada menos, do que o seu rivalíssimo Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense.


Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tweetar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!