R7 Só Esportes Com câncer controlado, Oscar segue quimio: 'Brigando pela vida'

Com câncer controlado, Oscar segue quimio: 'Brigando pela vida'

Um dos maiores jogadores de todos os tempos, brasileiro passou por grande drama quando descobriu um tumor no cérebro

Oscar Schmidt já foi homenageado pela NBA por sua contribuição ao basquete

Oscar Schmidt já foi homenageado pela NBA por sua contribuição ao basquete

Reprodução/Instagram @oscarschmidt14

Um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, Oscar Schmidt passou por um grande drama em 2013, quando descobriu um tumor no cérebro. Hoje em dia, o câncer está totalmente controlado, mas, por opção dele, o tratamento segue.

"Se eu curei, eu vou parar agora? Eu continuo fazendo, a quimio nunca para. Se o médico quiser, para. Um dia ele falou que estava pensando em parar a quimioterapia, daí eu falei: 'Você quer me matar? Tá dando tudo certo, vai parar para quê?'. Tô brigando pela minha vida aqui, meu amigo", afirmou ele, que nesta quarta participou do podcast Ticaracaticast, apresentado por Bola e Carioca.

O craque, o maior cestinha da história do basquete, faz um tratamento via oral: "Cinco dias, uma vez ao mês. Parou, no mês seguinte cinco dias de novo".

Apesar de a doença estar controlada, Oscar é considerado um paciente de alto risco e já passou por duas cirurgias para controlar e retirar um tumor de oito centímetros.

"Eu perdi o medo de morrer, mas eu morria de medo de morrer. Perdi porque vencer um câncer a vida fica maravilhosa. Tenho a vida que pedi a Deus, a vida que eu sonhei", concluiu o ex-jogador.

'Dança das cadeiras': Dabove é o 13º técnico demitido no Brasileirão

Últimas