Vitória de Angela Merkel. Futebol volta na Alemanha dia 16

A chanceler decidiu liberar a volta do futebol, mesmo com a pandemia do coronavírus no mundo. Borussia Dortmund x Schalke jogarão sábado, dia 16

A chanceler alemã decidiu bancar a volta do futebol. Em meio à pandemia

A chanceler alemã decidiu bancar a volta do futebol. Em meio à pandemia

Reprodução Twitter

São Paulo, Brasil

Foi decidida a data.

O futebol de elite retorna a campo, mesmo com o mundo enfrentando a pandemia do coronavírus.

Daqui a nove dias, sábado, dia 16 de maio, Borussia Dortmund x Schalke 04 se enfrentarão, marcando a volta do Campeonato Alemão.

No domingo, 17 de maio, Bayern e Union Berlim.

O governo alemão obrigará os jogadores, técnicos e árbitros isolados por uma semana. E só participarão da partida apresentando exames que comprovem não ter coronavírus. 

As partidas não terão público.

Apenas 300 pessoas, todas apresentando exames, poderão participar dos jogos. Nesse número estão envolvidos jogadores, treinadores, árbitros, funcionários dos estádios, jornalistas.

Está proibida a presença de torcida ao redor das arenas.

Restam nove rodadas para que o Campeonato Alemão se encerre.

Só o anúncio da volta do torneio germânico já atiçou a Espanha. A Liga, que controla o Campeonato Espanhol, já pressiona o governo para a volta.

Alemanha e Espanha estão em curvas descendentes da epidemia.

O Bayern já está treinando, com restrições,  há um mês. Times prontos para  jogar

O Bayern já está treinando, com restrições, há um mês. Times prontos para jogar

Bayern

Há a certeza de que, se não houver problemas, a Uefa agirá para marcar a volta da Champions League. Provavelmente em um país apenas.

A Turquia surge com grande chance.

Os treinamentos de outros esportes também já foram liberados na Alemanha.

O retorno do futebol é visto como uma vitória da chanceler Angela Merkel.

Até como efeito psicológico para a população germânica, abatida pela epidemia e com a economia comprometida.

Presidente da  Liga Espanhola, Javier Tebas, exige a  volta do Espanhol

Presidente da Liga Espanhola, Javier Tebas, exige a volta do Espanhol

Reprodução Twitter

Mesmo com o baixo nível de contaminação na Alemanha, o país sofreu. E ainda vem sofrendo.

Foram 164.807 casos, com 6.996 perdendo a vida.

 O mundo tem até hoje 3,76 milhões de casos de infecção pelo coronavírus.

Com quase 264 mil mortes...

Juntos, maiores clubes brasileiros devem R% 8 bi. Conheça 'campeões'