Cosme Rímoli Vacinados no Acre, Amaral e Aloisio dão exemplo de egoísmo

Vacinados no Acre, Amaral e Aloisio dão exemplo de egoísmo

Ex-jogadores foram convidados para jogo beneficente no Acre. E aproveitaram e tomaram vacinas contra a Covid. Janssen, dose única. Vacinas que deveriam ser destinadas a habitantes de Rio Branco

  • Cosme Rímoli | Do R7

Amaral e Aloísio posam com o cartão de vacinas, que deveriam ter sido dadas a habitantes do Acre

Amaral e Aloísio posam com o cartão de vacinas, que deveriam ter sido dadas a habitantes do Acre

Prefeitura de Rio Branco

São Paulo, Brasil

Amaral e Aloísio Chulapa, dois personagens folclóricos do futebol brasileiro, que esbanjam simpatia e se acostumaram a sempre ser bem tratados por onde passaram, conseguiram a reprovação de milhares de internautas de Rio Branco, no Acre.

Pelo simples fato de Amaral, que mora em São Paulo, e Aloísio, em Maceió, terem tomado na segunda-feira, a vacina contra a Covid. A Janssen, imunizante de dose única.

As vacinas foram aplicadas em Rio Branco.

A esmagadora maioria das prefeituras do Brasil exige que os vacinados morem na cidade.

Foi um péssimo exemplo que os dois deram.

Os ex-jogadores de Palmeiras e do São Paulo foram participar de uma partida beneficente em Epitaciolândia, cidade a 243 quilômetros da capital acreana, no sábado.

Na segunda-feira foram vacinados.

Não por coincidência, ambos agradeceram ao prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom.

"Estou aqui no Acre, vim tomar a vacina, a (dose) única (Janssen). Quero agradecer o secretário de saúde, ao prefeito e ao SUS do Acre. Viva o Acre", disse Amaral.

"Viva o Acre, viva o SUS. Secretário, prefeito, muito obrigado. Estou muito feliz. Quem vai aplicar a vacina no Chula é um palmeirense doente. Seguindo os protocolos e tá perto aqui do Chula, que deu passe para o (ex-volante) Mineiro no Mundial. Obrigado pelo carinho, pela recepção, sensacional", discursou Aloísio.

As duas declarações foram devidamente gravadas.

E distribuídas nas redes sociai pela Prefeitura de Rio Branco.

Amaral e Aloisio não esperavam a repercussão nacional de terem sidos vacinados no Acre

Amaral e Aloisio não esperavam a repercussão nacional de terem sidos vacinados no Acre

Prefeitura Rio Branco

Amaral confessou que tentou se vacinar em Capivari, mas não conseguiu. Porque ainda não era a faixa etária dos 48 anos, idade do ex-volante. E como em Rio Branco, pessoas a partir dos 35 anos podem ser vacinadas,

Aloísio Chulapa não quis se explicar sobre ter se vacinado no Acre.

Mas ambos estão assustados com a repercussão.

Não esperavam que o vídeo, as fotos deles estarem sendo vacinados provocassem tanta revolta no Brasil.

E fizeram internautas denunciarem que, até serem vacinados, os dois estavam desrespeitando o cuidado básico da pandemia. E estavam fazendo farras sem máscara.

Deram péssimo exemplo.

Foram egoístas.

Ficou a nítida impressão que foram ao Acre para serem vacinados.

Situação que só prejudica a campanha contra a Covid.

Desta vez não provocaram risos.

Apenas constragimento.

Tomaram vacinas que não seriam suas.

E sim da população de Rio Branco...

Policial que deu choque e matou ex-jogador inglês ficará 8 anos preso

Últimas