Seleção brasileira

Cosme Rímoli Tite não convocou de novo. Perdeu a dependência de Daniel Alves

Tite não convocou de novo. Perdeu a dependência de Daniel Alves

Fraco futebol no São Paulo como meio-campista. Um ano e dois meses sem atuar como lateral fixo. O veterano de 37 anos perdeu espaço na Seleção

  • Cosme Rímoli | Do R7

Daniel Alves perdeu a cadeira cativa na Seleção Brasileira. Seu futebol caiu muito

Daniel Alves perdeu a cadeira cativa na Seleção Brasileira. Seu futebol caiu muito

Reprodução/Instagram

São Paulo, Brasil

Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras);

Laterais: Danilo (Juventus), Gabriel Menino (Palmeiras), Alex Telles (Manchester United) e Renan Lodi (Atlético de Madrid);

Zagueiros: Éder Militão (Real Madrid), Marquinhos (PSG), Rodrigo Caio (Flamengo) e Thiago Silva (Chelsea);

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Douglas Luiz (Aston Villa), Arthur (Juventus), Everton Ribeiro (Flamengo), Fabinho (Liverpool) e Philippe Coutinho (Barcelona);

Atacantes: Everton Cebolinha (Benfica), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Neymar (PSG), Richarlison (Everton) e Vinicius Junior (Real Madrid).

Estes foram os convocados por Tite para a disputa dos jogos contra a Venezuela, no Morumbi, dia 13 de novembro, e diante do Uruguai, no Centenário, em Montevidéu.

A badalação da imprensa em geral está sendo em relação ao zagueiro Militão, o meia Arthur e o atacante Vinicius Junior. Eles não foram chamados para os confrontos com a Bolívia e o Peru.

Mas a situação que precisa ser analisada mais profundamente é que Tite começa a criar coragem.

E trabalhar, de verdade, a Seleção Brasileira sem Daniel Alves.

O jogador de 37 anos já poderia ter atuado nos dois primeiros jogos das Eliminatórias.

Tite sabia e não o chamou.

Havia a 'desculpa' de que teria feito apenas três partidas, depois da fratura no antebraço direito.

Pois, agora, não haveria motivo para não chamar o jogador.

A não ser a escolha de Tite.

"No caso do Daniel e todos aqueles que foram convocados, as pessoas sabem, é uma competição em alto nível. São grandes equipes e o momento de cada um é determinante", disse o técnico.

Desde que decidiu atuar no São Paulo, após o Barcelona e o PSG não quiserem renovar seu contrato, Daniel Alves colocou como condição jogar no meio de campo. Apesar de ter sua carreira conhecida mundialmente como lateral direito.

Desde o ano passado, ele admitia que só atuaria na posição na Seleção Brasileira.

E foi assim que a diretoria do São Paulo o aceitou.

E ele virou um jogador sem brilho, sem talento diferenciado, como segundo volante.

Está há um ano e dois meses atuando fora da posição que garantia vaga na Seleção. 

Seu rendimento físico também não é o mesmo.

Tite quer formar Gabriel Menino para jogar na posição. Com a cumplicidade do Palmeiras, que o tirou de primeiro volante e o deslocou para a lateral, prevendo futura venda.

O jogador de 20 anos está empolgadíssimo com a segunda convocação consecutiva.

Danilo, o lateral da Juventus, com 29 anos é o titular. Tem muita força física. Marca bem. Mas seu poder ofensivo é muito menor.

Influência sobre o instável atacante já ajudou mais Daniel Alves

Influência sobre o instável atacante já ajudou mais Daniel Alves

CBF

Tite cansou de assistir ao vídeo contra a Bélgica, que tirou o Brasil da Copa.

E viu muito bem o quanto precisa de laterais efetivos. Fortes fisicamente no Mundial de 2022.

No jogo que eliminou a Seleção, os titulares eram Fagner e Marcelo. 

Ambos deixaram de ser levados em consideração para o Mundial do Qatar.

Daniel Alves foi o melhor jogador da Copa América de 2019.

Mas seu futebol caiu demais.

A favor do veterano tem a sua amizade e influência sobre Neymar, o que se torna um grande trunfo.

Mas Daniel Alves, de maneira muito rápida, perdeu a importância na Seleção Brasileira.

O péssimo ano no São Paulo tem grande participação na desilusão de Tite.

A situação não é tão simples quanto parecia há um ano.

Daniel Alves terá 39 anos durante o Mundial do Qatar.

A rejeição de Daniel Alves à lateral no São Paulo virou  ponto fraco para a Copa

A rejeição de Daniel Alves à lateral no São Paulo virou ponto fraco para a Copa

Reprodução/Twitter

Cada vez fica mais claro.

Ou ele reage, jogando como lateral no São Paulo, e se firma na posição, ou corre o sério risco de não participar da Copa.

Tite deixa clara a situação.

Tirando a cadeira cativa de Daniel Alves na Seleção...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Pelé completa 80 anos! Confira homenagens para o Rei do Futebol

Últimas