Tite, Guardiola, Lisca Doido. Técnico algum pode não convocar Neymar

Tite não chamou Douglas Costa por indisciplina. Ele sabe bem o que Neymar fez na França. Mas a CBF nem cogita ficar sem o jogador na Copa América

Garoto-propaganda da Copa América pela CBF. Ele não pode ficar fora

Garoto-propaganda da Copa América pela CBF. Ele não pode ficar fora

CBF

São Paulo, Brasil

É pura perda de tempo o questionamento.

Acreditar que Tite terá coerência.

O treinador da Seleção Brasileira justificou dessa maneira o fato de não convocar Douglas Copas para enfrentar a Arábia Saudita e Argentina, em outubro de 2018.

"Douglas Costa, não foi convocado pelos dois fatores: lesão e incidente. Ou ato de falta de disciplina."

Ele havia dado uma cusparada em Federico Di Francesco, meio-campista do Sassuolo.

O soco que Neymar deu em um torcedor no sábado, quando subia as escadarias do Stade de France, quando o bilionário elenco do PSG perdeu para o modesto Rennes, na final da Copa da França, pode custar ao atacante.

Mas no futebol francês.

Pode ficar entre quatro e oito partidas suspenso pelo soco.

O técnico alemão Thomas Tuchel também deixou claro. Quer que Neymar explique suas declarações após o jogo. Ele foi claro. 

"O balanço é de ser mais homem dentro do vestiário, mais unido. Todo mundo correr. Pelo que vejo ali, tem muito jovem que é um pouco, não digo perdido, mas faltam mais ouvidos do que a própria boca.

Algum cara mais experiente fala, e eles retrucam, ou o próprio treinador fala e eles retrucam. Isso não é um time que vai longe."

Neymar expôs os atletas mais jovens do elenco, como Mbappe, e questionou a autoridade de Tuchel.

Neymar terá de se explicar ao técnico e ao grupo. Ele expôs o PSG

Neymar terá de se explicar ao técnico e ao grupo. Ele expôs o PSG

Reprodução/Instagram

O torcedor que agrediu pode ainda processá-lo na justiça.

Não faltam imagens da agressão.

Tite esteve no domingo pela manhã acompanhando Grêmio e Santos. Não foi perguntado sobre Neymar, na curtíssima entrevista que deu antes do jogo. Depois, não quis falar.

Na cúpula da CBF, a agressão de Neymar não teve a menor repercussão. É tratada como algo menor, insignificante.

A estratégia da diretoria é ninguém tocar no tema.

E esperar a situação 'esfriar'.

Afinal, a convocação para a Copa América será apenas no dia 17 de maio.

Até lá, a certeza é que o assunto não tenha mais relevância.

A Seleção Brasileira segue dependente de Neymar.

Ele é o principal jogador, capitão, dono da camisa 10, de todos os pênaltis, das faltas mais próximas da área. E se quiser, pode bater escanteios, dependendo de sua disponibilidade.

Tite faz com ele o que fizeram Mano Menezes, Felipão e Dunga. Dispensa tratamento especial pelo potencial, indispensável, em uma geração mediana.

O novo presidente da CBF, Rogério Caboclo, anunciou uma 'nova era' no futebol brasileiro ao assumir o lugar que era do Coronel Nunes.

Caboclo só chegou à presidência por ser apadrinhado de Marco Polo del Nero. Se ele não quissesse, Rogério não faria nem os Impostos de Renda dos funcionários da CBF. Del Nero, mesmo banido do futebol pela Fifa, segue sendo o homem mais importante da entidade.

Para Caboclo seria um caos se o Brasil perdesse a Copa América que está organizando. 

A competição já não tem força no centro do futebol mundial, a Europa.

O Brasil não vence a Copa do Mundo há 17 anos.

Ver a Argentina de Messi ou o Uruguai de Suárez vencendo a competição, dia 7 de julho, no Maracanã, seria desastroso.

Por isso, a presença de Neymar é indiscutível na CBF.

Seja Tite, Guardiola ou Lisca Doido o treinador da Seleção.

Neymar pode seguir tomando atitudes imaturas, dignas de um menino mimado, sendo suspenso, criticado pelo mundo todo.

Rogério Caboclo sabe da dependência do Brasil do atacante.

Ele não pode ser comparado a Douglas Costa.

Neymar tem a retaguarda de Tite. E sabe disso. Na Seleção não corre risco

Neymar tem a retaguarda de Tite. E sabe disso. Na Seleção não corre risco

CBF

Até por contrato, o cachê da Seleção é metade quando o principal jogador está fora da lista.

O Brasil não tem nenhuma estrela que se aproxime do jogador do PSG.

Neymar e seu staff sabem bem disso.

Por isso, as regalias continuam.

Só se ilude quem quiser.

A camisa 10 do Brasil espera por ele.

Faça a bobagem que fizer...

PSG, com Neymar, perde Copa da França para modesto Rennes