Seleção brasileira

Cosme Rímoli Tite desiludido com o 'mimado' Philippe Coutinho, no pior momento da carreira. Chances de Copa são mínimas

Tite desiludido com o 'mimado' Philippe Coutinho, no pior momento da carreira. Chances de Copa são mínimas

Jogador enfrentou três operações no joelho esquerdo. É reserva absoluto no Barcelona, que deseja se livrar do brasileiro. Foi convocado, treinou mal. E não entrou um minuto contra a Colômbia e Argentina

  • Cosme Rímoli | Do R7

Bons tempos acabaram. Tite ficou decepcionado com Coutinho. Não o colocou um minuto em campo

Bons tempos acabaram. Tite ficou decepcionado com Coutinho. Não o colocou um minuto em campo

CBF

São Paulo, Brasil

Nem um minuto em campo.

Tite teve de constatar nos treinamentos da seleção, não adiantaram os fortes indícios: reserva absoluto no Barcelona, com direito de a diretoria procurar, e não encontrar, interessados.

O técnico percebeu que um dos seus "atletas preferidos" está muito abaixo tecnicamente do que já jogou. E, por isso, não o colocou em campo contra a Colômbia e diante da Argentina.

Ele viajou da Europa para a América do Sul à toa.

E há sérias dúvidas sobre se ele continuará a ser chamado.

Philippe Coutinho vive o pior momento de sua carreira. 

Aos 29 anos, com contrato até 2023 no Barcelona, o clube em que sempre sonhou jogar. A ponto de virar as costas ao Liverpool, apesar do aviso do treinador Jürgen Klopp, de que não se adaptaria. Foi e acabou sendo enorme decepção.

Ele rendia onde não poderia jogar, do meio para a esquerda. Espaço que era ocupado por Messi. Foi emprestado ao Bayern de Munique. Outra desilusão, foi mal. Devolvido, ainda teve de enfrentar a terceira operação no joelho esquerdo.

Só conseguiu fazer 11 partidas na temporada.

Tite se contradisse ao convocá-lo, apesar de jurar que só chamaria atletas no auge da forma, quando assumiu a seleção.

E constatou: Philippe Coutinho está muito longe do auge do seu melhor momento técnico.

Para piorar, o treinador da seleção deixou escapar para o jornal espanhol As o que pensa do meia.

"Coutinho precisa ser mimado, sua personalidade é um pouco frágil."

Ele se submetia ao jogador que fez 46 partidas com o treinador na seleção, porque tinha a resposta em campo. 

Agora, não teve.

Muito pelo contrário.

A impressão que Coutinho deixou na comissão técnica é que precisa trabalhar muito, em algum clube, para tentar recuperar seu futebol.

Só que, faltando um ano para a Copa do Mundo, Tite não tem tempo para esperar. Se a situação de Philippe Coutinho seguir a mesma, reserva absoluto no Barcelona, não será mais chamado para a seleção.

Simples assim.

Não há tempo nem resposta para mimar Coutinho...

Líder da F-1, Verstappen ostenta jatinho de quase R$ 75 milhões

Últimas