Cosme Rímoli São Paulo contrata meio-campista uruguaio Gabriel Neves. E espera Calleri ainda hoje

São Paulo contrata meio-campista uruguaio Gabriel Neves. E espera Calleri ainda hoje

O técnico Crespo pediu reforços à direção. Devendo mais de R$ 600 milhões, a busca chegou no futebol sul-americano. Aposta em meio-campista uruguaio e deseja o argentino Calleri

  • Cosme Rímoli | Do R7

Gabriel Neves é um jogador de habilidade e muita personalidade. Escolha de Crespo

Gabriel Neves é um jogador de habilidade e muita personalidade. Escolha de Crespo

Reprodução/Instagram

São Paulo, Brasil

Se o Corinthians deve mais de R$ 1 bilhão e está contratando jogadores importantes, por que o São Paulo, que com dívidas de R$ 600 milhões, também não poderia se reforçar?

E acaba de anunciar a contratação do seu sétimo estrangeiro. 

Depois do colombiano Orejuela, dos equatorianos Arboleda e Rojas, do paraguaio Galeano, dos argentinos Benítez e Rigoni, o clube contratou, por empréstimo, o meio-campista uruguaio, Gabriel Neves.

Aos 24 anos, ele pertence ao Nacional. Foi fechado o empréstimo de um ano, com a obrigatoriedade de compra de 50% dos direitos. Desde que Gabriel Neves atue como titular em 60% dos jogos.

Gabriel Neves é um jogador vibrante, de muita personalidade. Atua como meia ou volante. Tem 24 anos. 

E hoje há a esperança da direção também anunciar Calleri.

O argentino segue sem encontrar clube na Europa.

Se não fechar, a diretoria do São Paulo promete que será tricolor, de novo.

Ele está em Madrid.

E deverá assinar com o clube brasileiro até o final de 2022.

Calleri deixou ótima impressão. Tanto que torcida e conselheiros sempre exigiram a volta

Calleri deixou ótima impressão. Tanto que torcida e conselheiros sempre exigiram a volta

Rubens Chiri/São Paulo

O atacante jogou no São Paulo por cinco meses. Entre fevereiro e julho de 2016. Marcou 16 gols em 31 partidas. Atuou na equipe que só foi eliminada da Libertadores na semifinal.

Depois, foi emprestado para equipes pequenas europeias: West Ham, Las Palmas, Alavés, Espanyol e Osasuna.

Se voltar, será o oitavo estrangeiro no Morumbi.

A legislação brasileira só permite cinco em campo...

Últimas