Cosme Rímoli São Paulo, cansado dos gols desperdiçados por Pablo, vai tentar negociá-lo em 2022. Jogador resiste

São Paulo, cansado dos gols desperdiçados por Pablo, vai tentar negociá-lo em 2022. Jogador resiste

Pablo conseguiu outro feito ontem em Bragança Paulista. Perdeu outro gol inesquecível. Sem goleiro, conseguiu chutar por cima. Para revolta da diretoria

  • Cosme Rímoli | Do R7

Pablo teve a coragem de perder esse gol. Sem goleiro, contra o Red Bull Bragantino

Pablo teve a coragem de perder esse gol. Sem goleiro, contra o Red Bull Bragantino

Reproduçao/Twitter

São Paulo, Brasil

6 milhões de euros.

Cerca de atuais R$ 34 milhões.

A contratação mais cara do São Paulo.

Pablo foi contratado no dia 18 de dezembro de 2018, chegou como a grande esperança de gols, já que havia se destacado como artilheiro no Athletico Paranaense.

Só que o tempo passou e, desde 2019, ele tem decepcionado.

Não bastassem os poucos gols, diante da expectativa, e a cada vez mais frequente ida para o banco de reservas, em 2021, ele está se caracterizando por perder gols incríveis. E o São Paulo derrotado nesses jogos.

Foi assim contra o Palmeiras nas quartas de final da Libertadores, contra o Palmeiras. O time de Abel Ferreira ganhava o jogo por 1 a 0, o atacante ficou cara a cara com Weverton, mas, afoito, chutou forte. Por cima do gol.

E o São Paulo se despediu da competição, o que abalou Hernán Crespo como treinador no Morumbi.

Veio Rogério Ceni. Pablo já era reserva fixo, com a chegada de Calleri.

Mas o treinador chegou disposto a recuperá-lo.

Porque sabe muito bem a condição financeira do clube, que deve mais de R$ 600 milhões.

E tratou de colocá-lo contra o Corinthians, na segunda-feira passada.

Pablo ficou felicíssimo.

Não só pela vitória do São Paulo.

Mas pela confirmação de renovação do contrato até 2023.

Sim, havia uma cláusula que previa que, se ele atuasse mais uma vez em 2021, teria direito a renovação automática até 2023.

E, o pior, o São Paulo teria de pagar mais uma quantia ao Athetico.

300 mil euros, cerca de R$ 1,9 milhão.

A situação deveria ser vista como grande incentivo para o jogador.

Se foi, ele pôs tudo a perder neste domingo, contra o Red Bull Bragantino.

Pablo perdeu um gol indecente na importante partida.

Aos 20 minutos do primeiro tempo, Luciano tirou o goleiro Cleiton da jogada. E, na hora de concluir para as redes, Pablo surgiu. E chutou antes dele. Só que, afoito para marcar, chutou forte, por cima. Lance inacreditável.

O gol perdido pesou.

E o São Paulo foi derrotado em Bragança Paulista.

O salário de Pablo chega a R$ 700 mil mensais.

Ele é mais do que rejeitado pela torcida.

A diretoria quer negociá-lo em 2022.

Conselheiros importantes o rejeitam veementemente.

Mas Pablo não deseja sair do São Paulo.

Esse é o grande impasse.

O São Paulo tem o segundo pior ataque do Brasileiro.

Rogério Ceni sonha com um trio ofensivo com Luciano, Rigoni e Calleri.

Mas, se não puder contar com o trio, vai colocar Pablo.

Não há outra saída.

Isso vale até o fim do Brasileiro.

Daí para a frente, o clube tentará negociá-lo.

Não é segredo nem para Pablo...

Amor luxuoso: CR7 e Georgina Rodriguez vivem vida de cinema

Últimas