Cosme Rímoli Revolução. Sai o paternalista Renato entra a rigidez de Tiago Nunes

Revolução. Sai o paternalista Renato entra a rigidez de Tiago Nunes

O Grêmio tem novo treinador. Muda toda a sua filosofia no futebol. Não vai gastar mais R$ 120 milhões. Vai investir em garotos com Tiago Nunes

  • Cosme Rímoli | Do R7

Tiago Nunes. Rígido, hierárquico, distante. Perfil bem diferente de Renato Gaúcho

Tiago Nunes. Rígido, hierárquico, distante. Perfil bem diferente de Renato Gaúcho

Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil

Uma revolução nos planos do Grêmio para 2021.

Em todos os sentidos.

O presidente Romildo Bolzan não gastará os R$ 120 milhões que havia reservado para contratações sonhadas por Renato Gaúcho. 

A eliminação da pré-Libertadores custou a demissão do maior ídolo da história gremista.

Mas também a mudança radical de rumos no futebol.

Com a contratação efetivada hoje de Tiago Nunes, como novo treinador, até o fim de 2022, o clube do Rio Grande do Sul vai se reinventar.

Porque de comum entre Nunes e Renato só há o fato de ambos serem gaúchos.

Bolzan havia prometido ao ex-treinador que reformularia o elenco e buscaria jogadores com alto nível técnico, para competir com Flamengo, Palmeiras e Atlético Mineiro, de igual para igual.

Só que, como Renato foi dispensado, e sem a lucrativa Libertadores, tudo mudou.

O acordo com Tiago Nunes é completamente diferente.

O gaúcho de Santa Maria, de 41 anos, terá de investir forte nas categorias de base. Ele, inclusive trabalhou com os garotos do Grêmio. Em 2013, ele comandava o sub-15. E tinha a ordem de escolher os meninos não mais privilegiando a força física e altura, como era comum. Mas investir na técnica. Mudar o DNA apenas guerreiro, competitivo do Grêmio.

Tiago reencontrará Jean Pierre e Darlan, que estão no atual elenco.

O novo técnico deixou muito claro no Corinthians, o quanto é diferente no comportamento, em relação a Renato Gaúcho.

Centenas de gremistas foram ontem ao aeroporto para se despedir de Renato Gaúcho

Centenas de gremistas foram ontem ao aeroporto para se despedir de Renato Gaúcho

Reprodução/Twitter

Desenvolveu no Athletico Paranaense rigidez enorme em relação aos atletas. Jogadores chegaram a confidenciar que o Parque São Jorge parecia um 'quartel'. Com horário rígido para tudo, até nas refeições. Ninguém poderia levantar da mesa sozinho. Proibição de celulares nos restaurantes. Ficaram restritas visitas de parentes e empresários na concentração.

E respeito absoluto à hierarquia, à figura de Tiago Nunes como treinador.

O que será um choque em relação à postura paternal de Renato Gaúcho.

E com o novo treinador, nada de buscar jogadores veteranos em péssimo momento para tentar recuperá-los. O perfil da equipe será rejuvenescido. E mais competitivo.

O modelo, como não poderia deixar de ser, o Athletico Paranaense, clube onde teve mais sucesso.

Ganhou a Copa do Brasil, em 2019, Copa Sul-Americana e Paranaense, em 2018.

Saltou da equipe sub-20 e se firmou de maneira impressionante no profissional.

Além de uma equipe vibrante, ele revelou e fez o Athletico ganhar dinheiro com Bruno Guimarães e Renan Lodi.

Ele foi contratado antes até de o Grêmio contratar seu novo executivo de futebol. Situação que é sempre contraditória.

Em 2020, sua passam pelo Corinthians foi constrangedora.

Por mais que o elenco fosse fraco, ele não conseguiu impor um desenho tático. Jogadores se mostravam perdidos em campo. Ficou no comando de janeiro a setembro, quando foi sumariamente demitido.

Tiago Nunes, em pé, à direita. Comemorando título do sub-15 do Grêmio

Tiago Nunes, em pé, à direita. Comemorando título do sub-15 do Grêmio

Rodrigo Fattun/Grêmio

Os atletas respiraram aliviados.

Detestaram a rigidez dos seus métodos.

Os gremistas que se preparem.

Será um choque de gestão.

Principalmente por substituir Renato Gaúcho...

Filho de Adriano Imperador é o novo contratado da base do Grêmio

Últimas