Cosme Rímoli Raphael Veiga sofre 'síndrome de Dudu'. É mais uma vítima de Tite. Ele merece uma chance na seleção

Raphael Veiga sofre 'síndrome de Dudu'. É mais uma vítima de Tite. Ele merece uma chance na seleção

O meia-atacante fez mais um golaço hoje contra o Santos. E deu assistência ao gol de Rony. Faz temporada excelente. Tite prefere seu protegido Philippe Coutinho, reserva do Barcelona. Dudu já sentiu a injustiça na pele

  • Cosme Rímoli | Do R7

Raphael Veiga tem de se aconselhar com Dudu. É inaceitável Tite não ao mesmo testar jogador

Raphael Veiga tem de se aconselhar com Dudu. É inaceitável Tite não ao mesmo testar jogador

Cesar Greco/Palmeiras

São Paulo, Brasil

"Não sou eu quem decide isso [ser convocado para a seleção brasileira], sempre vou respeitar a decisão do Tite e do estafe. Mas meu foco é trabalhar para chegar lá, com pés no chão, gastando minha energia para resolver no Palmeiras, evoluir para, quem sabe, um dia estar lá."

Além da alegria, a frustração de Raphael Veiga.

Ele é mais uma vítima de Tite.

O meia-atacante, que marcou um golaço e deu assistência ao gol de Rony, contra o Santos, faz uma temporada excelente no Palmeiras. Já marcou 16 gols. E seis assistências, em 46 partidas.

Além disso, é ele quem está dando o ritmo para o time de Abel Ferreira. Constrói jogadas ofensivas com toques precisos, lançamentos, arranques. Vive a melhor fase da carreira, aos 26 anos.

Philippe Coutinho é reserva absoluto no Barcelona. Mas foi chamado com todo o entusiasmo por Tite. Lucas Paquetá faz um Campeonato Francês regular.

Mas não adianta.

Raphael Veiga vive a "síndrome de Dudu". O atacante do Palmeiras vivia fase sensacional em 2017, estava bem em 2018 mas o treinador fazia questão de desprezá-lo. E ele não disputou a Copa do Mundo da Rússia.

O mesmo acontece agora com Raphael Veiga.

A impressão é que, como aconteceu com Gerson, alguns atletas precisam atuar no exterior para ser lembrados pelo técnico da Seleção.

Outros, mesmo atuando mal, como acontece agora com Everton Ribeiro, as convocações são constantes. Só não foi chamado para enfrentar a Colômbia e a Argentina por pressão do Flamengo sobre a cúpula da CBF.

Raphael Veiga está sendo observado por clubes médios europeus. Houve interesse de equipes da Turquia e Portugal. Além de um time dos Estados Unidos.

O jogador quer esperar a final da Libertadores, torcendo para a disputa novamente do Mundial, se o Palmeiras for vitorioso.

Depois, pensar bem onde seguirá em 2022.

Mas um lugar parece mais do que impossível.

A Seleção Brasileira.

É inaceitável ele não ter ao menos uma chance com Tite.

Talvez seja melhor se aconselhar com Dudu.

Ele sabe muito bem o que é ser injustiçado...

Juntos, Neymar e Coutinho se desvalorizaram R$ 412 mi em 1 ano

Últimas