Cosme Rímoli Quatro títulos em três anos. Ceni, o melhor técnico do Fortaleza

Quatro títulos em três anos. Ceni, o melhor técnico do Fortaleza

Rogério Ceni conseguiu ontem o bicampeonato cearense. Ele já tinha a Copa do Nordeste e o Brasileiro da Série B. Mas sabe que vai embora em 2021

  • Cosme Rímoli | Do R7

Rogério Ceni. Maior treinador da história do Fortaleza. Inegável

Rogério Ceni. Maior treinador da história do Fortaleza. Inegável

Leonardo Moreira/Fortaleza

São Paulo, Brasil

"Quando você chega no final, sempre trabalhei em lugares que chegar numa final significa lutar até o fim, hoje conseguimos mais uma vez colocar mais uma taça na mão do Fortaleza.

"Isso significa um cansaço para domingo, mas representa alegria e confiança, que levamos aqui. O que perdemos nas pernas, ganhamos na alma e no coração

"Fico muito feliz porque esses caras trabalham demais, me suportam, são extremamente dedicados e trabalhadores, acho que dedico esse título também à torcida.

"Lamentamos muito ver o Castelão vazio no dia de hoje, mas tenho certeza que cada um está comemorando onde quer que esteja. Era possível vencer esse ano e a gente entrega um bicampeonato, o quarto título em três anos aqui. Agora é tentar descansar, porque domingo é uma batalha árdua.

"Lamento muito não comemorar um título com a torcida aqui dentro.

Uma das coisas que mais tenho receio e fico com medo é de não conseguir me despedir disso com a casa cheia. Seria uma tristeza muito grande.

"Como a gente não sabe como nossa carreira segue, seria a coisa mais triste para mim não conseguir me despedir sem a presença do torcedor."

A emoção de uma conquista, por muitas vezes contagia.

Mas também trai.

Na alegria intensa e, com razão, pela conquista do bicampeonato cearense, ontem à noite, depois de outra vitória diante do Ceará, de Guto Ferreira, por 1 a 0, Rogério Ceni deixou escapar.

Este quarto título pode ser o seu último pelo Fortaleza.

Depois de dois Cearenses, o Brasileiro da Série B e a Copa do Nordeste, ele sabe que as chances de conquistar a Copa do Brasil e o Brasileiro são remotíssimas.

E, em 2021, tem o convite dos dois candidatos à presidência do São Paulo, para reassumir o clube no qual é o maior ídolo de todos os tempos.

Portanto, mesmo na festa da conquista de ontem, Ceni já pensava na sua despedida. Para ele acreditar que há chance de ser com o 'Castelão vazio', ela deve acontecer assim que acabar o Brasileiro.

Sua responsabilidade é não deixar o Fortaleza ser rebaixado.

Em 2019, conseguiu levar o clube à primeira disputa de um torneio internacional, a Copa Sul-Americana.

Seu período no Ceará tem sido fundamental.

Para aprimorá-lo.

Estará muito melhor em 2021 do que em 2017, quando trabalhou no Morumbi.

Graças à ousadia de assumir o Fortaleza...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Saiba 7 motivos que fazem Rogério Ceni ser comparado a estrangeiros

Últimas