Peres não conta com Sampaoli. Só quer que o Palmeiras pague a multa

O presidente santista sabe há muito tempo que o argentino sairá no próximo ano. Tanto que pensa em Luxemburgo e Ceni. Mas exige a milionária multa

Desde ontem à noite, conselheiros do Palmeiras têm certeza. Sampaoli virá

Desde ontem à noite, conselheiros do Palmeiras têm certeza. Sampaoli virá

Santos

São Paulo, Brasil

Causa estranhamento, mas apenas nos conselheiros menos informados da Vila Belmiro.

Vários estão impactados pelo fato de o presidente José Carlos Peres não se posicionar em relação ao interesse do Palmeiras em levar Jorge Sampaoli.

Veja mais: Sampaoli consegue ser segundo no Brasileiro. E com time sem receber

O argentino faz um trabalho excepcional e, está a ponto de levar o clube, que tinha medo até de rebaixamento no início do ano, à vice colocação no Brasileiro de 2019.

Time classificado na fase de grupo da Libertadores de 2020.

Jogadores mais do que valorizados.

Só que Peres não comprará briga com Mauricio Galiotte à toa. O presidente santista tem péssima relação com Sampaoli. E já sabe há muito tempo que ele não trabalhará no clube no próximo ano.

Ouviu isso do ex-executivo do clube, Paulo Autuori.

O dirigente sabe que o treinador conseguiu o que queria: revigorou sua carreira em baixa e abriu o mercado no Brasil. E que o Santos não tem a menor condição de oferecer um elenco com várias estrelas como o que ele deseja trabalhar.

Veja mais: Mano demitido. Palmeiras quer Jorge Sampaoli

Peres sabe que não conseguiu cumprir a promessa de montar um grande elenco, como havia prometido ao treinador.

Só que ele não abre mão de multa que segue sendo passada para jornalistas como R$ 10 milhões.

O versátil meio-campista Sanchéz interessa ao Palmeiras

O versátil meio-campista Sanchéz interessa ao Palmeiras

Santos

Mas, na verdade, são 2,5 milhões de dólares, cerca de R$ 10,5 milhões.

O dirigente já trata 2020 com a certeza de que Sampaoli irá embora. 

Há uma lista de opções.

Os dois principais treinadores que interessam são Vanderlei Luxemburgo e Rogério Ceni.

A postura de Peres chegou a Mauricio Galiotte. Ele ficou aliviado porque não queria entrar em conflito por contratar o técnico santista.

Intermediários garantem que Sampaoli está sim muito interessado em trabalhar no Palmeiras. Desde que seja mantida a promessa de um elenco tão competitivo quanto o do Flamengo. E escolhido por ele, não por executivos de futebol, como acontecia na época de Alexandre Mattos.

Além disso, Sampaoli quer um significativo aumento de salário. 

Ele recebe cerca de R$600 mil a cada mês no Santos. Livres de impostos.

Sua pedida chegaria a R$ 1,2 milhão ao Palmeiras. Também sem impostos. Com o clube da capital assumindo sua multa.

Contrato de dois anos.

Também com multa alta em caso de demissão.

Veja mais: Flamengo humilha Palmeiras e autoridades. E Mano demitido

Conselheiros e membros da diretoria de Galiotte espalhavam ontem à noite, que o acordo com o argentino está amarrado. E o anúncio será feito no início da próxima semana, com o fim do Brasileiro.

O presidente ficou decepcionado por Thiago Scuro preferir seguir no Bragantino. E está entre Rodrigo Caetano e Diego Cerri, profissionais do Internacional e do Bahia, o substituto de Alexandre Mattos.

R$ 3,5 milhões para o Palmeiras despachar Mano e Mattos

R$ 3,5 milhões para o Palmeiras despachar Mano e Mattos

Palmeiras

Defensores de Paulo Autuori perderam força.

Aliás, despachar Mano Menezes e Mattos custará R$ 3,5 milhões ao clube, como multa. R$ 900 mil ao treinador e o restante ao executivo.

O clima com a saída dos dois trouxe alívio ao clube.

O alívio virou expectativa com a chance de fechar com Sampaoli.

E sem entrar em choque com o Santos.

Até porque há o interesse no versátil uruguaio Sanchez.

Além do zagueiro Gustavo Henrique...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

'Dança das cadeiras': 23 técnicos já perderam o emprego no Brasileirão