Cosme Rímoli Juanfran não joga mais no São Paulo. Derrota de Daniel Alves

Juanfran não joga mais no São Paulo. Derrota de Daniel Alves

A reformulação no Morumbi começou. Juanfran foi dispensado. Não atuará mais. Clube quer acordo para saída de Hernanes

  • Cosme Rímoli | Do R7

A dispensa de Juanfran foi um sinal do que virá pela frente. Reformulação no Morumbi

A dispensa de Juanfran foi um sinal do que virá pela frente. Reformulação no Morumbi

Rubens Chiri/São Paulo

São Paulo, Brasil

Começou a reformulação do São Paulo.

Na prática.

O que o novo treinador Hernán Crespo, o coordenador Muricy Ramalho e o presidente Julio Casares planejaram começa a se tornar realidade.

Juanfran já é o primeiro jogador que não seguirá no São Paulo.

O lateral espanhol de 36 anos foi avisado que não terá seu contrato, que termina daqui a três dias, renovado.

Há 12 dias, o blog antecipou essa situação.

Ele não tem a explosão muscular, a velocidade, a intensidade e, principalmente, a habilidade para ser um lateral ofensivo, como Crespo deseja.

Em 56 partidas, Juanfran não conseguiu marcar um gol.

Muito decepcionado, ele pediu para não jogar contra o Flamengo, hoje à noite.

E o treinador interino Vizolli, com o aval da diretoria, aceitou seu pedido.

A saída de Juanfran foi uma derrota de Daniel Alves.

O jogador, que fará 38 anos em maio, defendia a permanência do espanhol.

Ele deu seu aval para que viesse atuar no futebol brasileiro.

Para que não 'corresse o risco' de jogar pela posição que o consagrou como jogador no mundo: a lateral-direita.

O atleta, que recebe R$ 1,5 milhão por mês, quer seguir no meio de campo, como segundo volante. Porque se desgasta fisicamente muito menos. E pode esticar a carreira. Ainda sonhando com a Copa do Qatar.

Hernanes. Reserva de luxo. Salário de R$ 1 milhão. Também está fora dos planos

Hernanes. Reserva de luxo. Salário de R$ 1 milhão. Também está fora dos planos

Rubens Chiri/São Paulo

A princípio, Crespo entende o que Daniel Alves combinou com a antiga diretoria, mas quer analisar os treinos e jogos. Para decidir se o coloca na lateral.

A diretoria também segue analisando se vale a pena seguir com o caríssimo veterano. O entrave é que ele tem contrato até o final de 2022.

Hernanes, que fará 36 anos em maio, é outro atleta que não interessa mais ao São Paulo. Embora ídolo, desde o ano passado é reserva de luxo. Recebe cerca de R$ 1 milhão por mês. Os dirigentes querem uma saída amigável, com rescisão sem briga na justiça, já que também tem multa se for dispensado.

Tréllez e Rojas também não seguirão.

Carneiro ainda tem chance de seguir.

Pablo, Reinaldo, Arboleda e Vitor Bueno são atletas que o clube espera fazer dinheiro.

Não há jogador inegociável no Morumbi.

Enquanto isso, o clube sonda o mercado.

O jogador que mais agradava Crespo era Claudinho, do Red Bull.

Claudinho era o sonho de Crespo. Red Bull o negocia com a Europa

Claudinho era o sonho de Crespo. Red Bull o negocia com a Europa

Ari Ferreira/Red Bull

Mas o clube de Bragança avisou ao São Paulo que já abriu tratativas com clubes europeus para vender o meia.

O zagueiro Kanu, do Botafogo, segue interessando.

Depois de encaminhar a transação e o time carioca desistir, o São Paulo estuda nova oferta.

O clube pretende utilizar cerca de R$ 37 milhões para contratações.

O que é pouco para a transformação que espera fazer.

Por isso, cada centavo economizado importa.

A dispensa de Juanfran é um sinal do que virá...

Maior vitorioso do estádio: Rogério Ceni enfrenta São Paulo no Morumbi

Últimas