Cosme Rímoli Ele voltou. Chega de treinadores democráticos no Athletico. Felipão chega para mandar nos jogadores

Ele voltou. Chega de treinadores democráticos no Athletico. Felipão chega para mandar nos jogadores

Depois dos fracassos de Alberto Valentim e de Carille, Petraglia contrata o terceiro técnico em um mês. Felipão, aos 73 anos, não recebeu convite para comandar seleção alguma na Copa do Catar. Aceitou o Athletico

  • Cosme Rímoli | Do R7

Felipão comandará todo o futebol do Athletico Paranaense. Além de ser o treinador

Felipão comandará todo o futebol do Athletico Paranaense. Além de ser o treinador

Palmeiras

São Paulo, Brasil

Ele não resistiu aos atrativos.

Um dos melhores centros de treinamentos da América do Sul.

Arena ultramoderna que é os torcedores fanáticos transformam em um terrível caldeirão para os adversários.

Elenco interessante, que será reforçado. 

Domínio completo do futebol.

Poderá agir como diretor técnico ou manager.

Indicando quem comprar ou vender.

Mais que o respaldo do homem que tem o clube nas suas mãos.

A promessa que ficará até o final do seu contrato, aconteça o que acontecer.

Palavra de Mario Celso Petraglia.

E Felipão aceitou ser o novo técnico do Athletico Paranaense.

Aos 73 anos, ele se torna o terceiro treinador do problemático clube em apenas um mês. 

Fábio Carille, que assumiu há três semanas, foi demitido nesta madrugada, depois da humilhante derrota para o The Strongest, na Bolívia, por 5 a 0.

Felipão e Petraglia sempre se entenderam bem.

Ambos são adeptos da hierarquia, cobrança forte dos jogadores, com o dirigente e o treinador não admitindo indisciplinas.

Felipão foi procurado pelo Athletico antes de Fábio Carille. Mas não houve acerto financeiro. E o treinador recusou. Desta vez, não.

Petraglia cedeu porque acredita em uma reviravolta do seu time.

Além de estar no centro de discussão no futebol brasileiro, se colocando como o representante dos outros 14 clubes na formação da Liga, enfrentando Palmeiras, Flamengo, São Paulo, Corinthians, Santos e Red Bull Bragantino, na divisão do dinheiro que a nova entidade arrecadará.

Felipão estava esperando um convite de qualquer seleção envolvida no Mundial do Catar. Recebeu sondagens, mas não proposta. 

Percebeu que iria ficar sem trabalho até o final do ano.

E decidiu aceitar.

Desde que tivesse controle absoluto sobre o departamento de futebol.

Mario Celso Petraglia decidiu mudar o perfil de treinadores 'democráticos' no Athletico

Mario Celso Petraglia decidiu mudar o perfil de treinadores 'democráticos' no Athletico

Athletico Paranaense

Felipão credencia, por exemplo, o fracasso na sua última passagem pelo Grêmio, por erros de dirigentes que comandam o clube gaúcho. Desde a formação e a maneira de conduzir o elenco. O que acabou resultando no rebaixamento da equipe.

Desta vez, não. 

Todas as decisões importantes do futebol serão suas. Submetidas apenas a Mario Celso Petraglia, evidente.

Felipão pode se tornar apenas coordenador em 2023. Dependendo do que acontecer com o time nesta temporada.

Petraglia demitiu não apenas Carille, mas como o diretor de futebol Fernando Yamada.

Ele escolheu Felipão por conta de sua personalidade forte.

Não quis mais seguir com treinadores 'democráticos' como Valentim e Carille.

Felipão assumirá o Athletico com seus dois auxiliares fixos.

Carlos Pracideli e Paulo Turra.

Há 20 anos, Felipão formava a Seleção pentacampeã do mundo.

Agora, assume o Athletico...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas