Cosme Rímoli Crespo se cansou. E aponta a estrutura do São Paulo para 33 contusões

Crespo se cansou. E aponta a estrutura do São Paulo para 33 contusões

O treinador argentino não quer mais levar a culpa pelo São Paulo ser o clube com mais contusões em 2021. Depois da vitória contra o Sport, o desabafo. O diretor de futebol, Belmonte, diz que a estrutura será melhorada

  • Cosme Rímoli | Do R7

Crespo se cansou. 33 lesões tornaram o São Paulo o clube mais contusões no país em 2021

Crespo se cansou. 33 lesões tornaram o São Paulo o clube mais contusões no país em 2021

Rubens Chiri/São Paulo

São Paulo, Brasil

33 lesões em 47 partidas.

Clube com mais contusões no país.

E que tem a necessidade de melhorar sua estrutura.

Esse foi o ponto mais importante de ontem, na vitória do São Paulo sobre o Sport, em Recife, por 1 a  0.

O caminho fácil da redenção do time, que conseguiu se recuperar de uma eliminação constrangedora, dolorida, da Libertadores, diante do rival Palmeiras, perdendo por 3 a 0.

Sobre a personalidade de Pablo, autor do gol que garantiu três pontos, o mesmo jogador que desperdiçou chance cara a cara com Weverton, quando o Palmeiras vencia apenas por 1 a 0.

Ou ainda a primeira vez que Hernanes enfrentou o São Paulo, jogando agora no Sport.

Mas, não.

O técnico Hernán Crespo confirmou o que o blog já havia publicado. Que ele e membros da diretoria não se conformam com o absurdo número de jogadores contundidos.

"É uma situação que vou conviver por muito tempo. Se chegamos a 33 lesões, quero dizer que estamos em um momento de reconstrução. Com certeza vamos tomar decisões no futuro para mudar, construir. Não só a nivel técnico, mas de estrutura

"Não vai acontecer hoje, porque há muito tempo o São Paulo precisa melhorar essa estrutura. Acho que vamos fazer um bom projeto para o futuro."

Time venceu ontem o Sport, em Recife. Mas se ressente com o 'festival' de contusões

Time venceu ontem o Sport, em Recife. Mas se ressente com o 'festival' de contusões

RAFAEL VIEIRA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 22/08/2021

Crespo deu a indicação que muitos conselheiros importantes, ligados ao presidente Julio Casares, comentavam. A importância da modernização do Reffis, o Núcleo de Reabilitação Esportiva Fisioterápica e Fisiológica.

Se em 2003, quando foi inaugurado, chamou a atenção de todos os clubes do país, depois de 18 anos, já teria ficado defasado. Esta seria a resposta secreta que ninguém se atreve a assumir publicamente.

Situação normal, já que as novidades na fisiologia, na biomecânica, na fisioterapia, na medicina esportiva, não param. E clubes do mundo todo vivem modernizado seus centros de recuperação de atletas.

Mas não tão fácil para um clube que deve mais de R$ 600 milhões. E que ainda viveu administrações que não se importaram com a infraestrutura do clube. Acreditavam que nada mudou desde 2003, quando o São Paulo era símbolo de modernidade.

Os 33 casos de contusões chegam a um recorde constrangedor. E que, para tentar proteger a infraestrutura são paulina, atingiu diretamente Crespo.

Dirigentes comentam em off que as seguidas contusões têm explicação na falta de férias para focar na conquista do Paulista, para acabar com o jejum de nove anos se títulos, e na metodologia de trabalho 'excessivo' do treinador argentino.

O diretor de futebol do clube, Carlos Belmonte, deixou escapar nas suas redes sociais, que a solução para o fim de tantas contusões de jogadores está na estrutura são paulina.

"Sem dúvida iremos melhorar. Estamos buscando recursos e parceiros. Não é tarefa fácil, mas faremos. Ficamos anos sem investimento, portanto agora tudo é mais difícil. Mas vamos fazer", escreveu.

Ou seja, o Reffis será modernizado.

Crespo e Belmonte tiveram coragem de encarar de frente o problema.

Contusões comprometram o time na Libertadores.

Estão atrapalhando no Brasileiro.

Causaram desfalques já para a Copa do Brasil.

A situação passou do insuportável...

Brasileiros brilhando na europa e invasão de torcida: veja 7 destaques

Últimas