Cosme Rímoli Crespo menosprezou o Brasileiro. Por isso, o sofrimento do São Paulo

Crespo menosprezou o Brasileiro. Por isso, o sofrimento do São Paulo

Técnico argentino levou a sério o pedido da diretoria, de fazer do Estadual, uma 'Copa do Mundo' e agora time pena com o pior início na competição em toda sua história

  • Cosme Rímoli | Do R7

Crespo é o comandante do pior início de Brasileiro na história do São Paulo

Crespo é o comandante do pior início de Brasileiro na história do São Paulo

Rubens Chiri/São Paulo

São Paulo, Brasil

Hernán Crespo levou a sério demais a primeira reunião com o presidente Julio Casares e com o coordenador Muricy Ramalho, assim que assumiu o São Paulo.

Ouviu por diversas vezes dos dois que o Campeonato Paulista deveria ser encarado como 'Copa do Mundo'. O objetivo de 2021 era acabar com o jejum de nove anos sem conquistas.

O acúmulo de fracassos espantava patrocinadores, torcedores, tirava o respeito de adversários e da mídia.

E o argentino tratou de fazer o que foi combinado.

Traçou detalhadamente o plano para vencer a competição estadual. Colocou todos seus titulares o máximo de partidas possíveis. Muito mais que os rivais. E o resultado foi a conquista do título que, realmente, só importava para o São Paulo.

Só que o custo foi altíssimo.

Jogadores deram tudo o que poderiam, vindos da desgastante temporada 2020, que invadiu esse ano. Sem descanso. E as contusões se acumularam. Com jogadores-chaves como Daniel Alves, Luciano, Miranda, Luan, Benítez, Gabriel Sara, Eder, Igor Vinicius.

Ficou mais do que evidente, para o próprio Crespo, que ele subestimou a força dos rivais no Campeonato Brasileiro. Acreditou que a maioria tinha o potencial dos limitadíssimos times do interior de São Paulo.

Até mesmo fisicamente, seu time não tem conseguido impor a intensidade 'europeia' que ele tanto admira. E tem sido superado por adversários a mesma tradição.

A campanha pífia no Brasileiro assusta a diretoria, que está desesperada, buscando um novo patrocinador master, que não tem desde fevereiro, quando o Banco Inter desisitiu do clube.

Amazon, LG e Betano foram contatados e até agora nada.

No empate de quarta-feira, no Morumbi, contra o Cuiabá, no peito da camisa dos jogadores, a mensagem: "Seja Sócio-Torcedor", em vez da exibição paga de uma empresa.

Muricy Ramalho teve uma conversa séria com Crespo. Muricy ganhou quatro vezes o Brasileiro. E detalhou o desgaste da maratona e como é muito mais difícil vencer o título nacional do que o Estadual.

Jogos difíceis, em viagens continentais.

Ficou muito claro para Crespo que os jogadores, estimulados pela euforia do título do Paulista, perderam a concentração, o foco, a competitividade no Brasileiro. A reação é de dever já cumprido.

Daí uma parte importante da campanha até agora vergonhosa no torneio nacional. São seis partidas, três derrotas e apenas três empates.

De 18 pontos disputados, três conquistados. 15 pontos foram desperdiçados.

Em seis jogos, nenhuma vitória.

É o pior início do São Paulo na história na disputa de Campeonatos Brasileiros.

Crespo sabe que precisa de uma arrancada.

E quer fazer do jogo de amanhã, às 20h30, em Fortaleza, contra o Ceará, o primeiro passo da retomada do São Paulo na briga pelo título nacional.

A preparação está sendo muito mais séria do que o normal.

Crespo desde quinta-feira estuda as opções táticas de Guto Ferreira. E entendeu que o Ceará é muito forte atuando no Castelão. E faz da força física, da marcação por pressão sua grande arma.

Além da parte psicológica, é na física que o técnico argentino está apostando para recuperar as vitórias. E se impor como um dos candidatos ao título no Brasileiro.

Daniel Alves, que voltou contra o Cuiabá, deverá jogar em Fortaleza.

A melhor notícia que teve foi a recuperação de Luan. O volante é o grande marcador do elenco. E que melhor protege a zaga. 

Luciano, Miranda e Willian deverão seguir fora.

Crespo sente na pele.

A 'Copa do Mundo' era uma fantasia.

A conquista do Paulista foi enganadora.

Só iludiu o argentino.

O Brasileiro está sendo um 'choque de realidade'.

Muito pior que imaginava...

(Para piorar, Crespo foi diagnosticado com Covid.

Não comandará o time contra o Ceará.

Seu auxiliar Juan Branda será o treinador.

Situação complicada...)

Últimas