Cosme Rímoli Cobiçado por City, Barça, Real e PSG, Endrick assina seu contrato profissional. Aos 16 anos, é a maior revelação da história do Palmeiras

Cobiçado por City, Barça, Real e PSG, Endrick assina seu contrato profissional. Aos 16 anos, é a maior revelação da história do Palmeiras

É quase feriado no Palmeiras. Por meses, o clube esperou chegar 21 de julho, para que Endrick assinasse seu primeiro contrato profissional. Será hoje, de três anos. Multa? R$ 332 milhões

  • Cosme Rímoli | Do R7

Endrick é a maior esperança da base da história do Palmeiras. Finalmente, 16 anos

Endrick é a maior esperança da base da história do Palmeiras. Finalmente, 16 anos

José Luis Silva/Paulistão

São Paulo, Brasil

Mazzola, Gabriel Jesus, Vágner Love.

Os três maiores atacantes revelados na história pelo Palmeiras.

Em 107 anos de história.

Esse trio importante no futebol brasileiro, junto, não teve 10% das expectativas criadas para o dia de hoje.

É quase feriado no Palestra Itália.

Talvez 21 de julho passe a ser.

Porque Endrick Felipe Moreira de Sousa finalmente completa 16 anos.

E assinará hoje o seu primeiro contrato como jogador profissional.

Por três anos, ele será atacante do Palmeiras.

Com direito à fabulosa multa de R$ 332 milhões, 60 milhões de euros.

Atacante com excepcional potencial que o Corinthians, o Santos e o São Paulo desprezaram. Não quiseram bancar a estada do jogador e de sua família. Bastou o Palmeiras oferecer emprego no setor de limpeza do Centro de Treinamento a Douglas Souza, pai do garoto, e a situação foi resolvida.

Endrick pôde mostrar seu talento incrível. Capaz de unir técnica, velocidade, frieza na conclusão e personalidade, desde 2016, quando tinha 11 anos, ele vem impressionando quem o vê jogar. Pelo Palmeiras e pela seleção brasileira, já que suas convocações se tornaram obrigatórias.

Conquistou seis títulos com a camisa verde. Tetracampeão paulista. Copa do Brasil. Mas o mais importante, desejado, foi neste ano. A Copa São Paulo. Torneio que era motivo de humilhação do clube. Desde 1969, o clube perseguia essa conquista. Foi preciso o atacante de 15 anos se impor e ser fundamental na competição e na final, na goleada por 4 a 0, diante do ótimo Santos.

Endrick é visto como um jogador talentosíssimo também nas seleções brasileiras de base

Endrick é visto como um jogador talentosíssimo também nas seleções brasileiras de base

Reprodução/Instagram

Na seleção brasileira, a conquista do Torneio de Montaigu, para sub-17. Ele foi o melhor jogador, com 15 anos. 

Ser o grande jogador dos campeonatos que disputou foi uma sina de Endrick. Mesmo contra jovens bem mais velhos que ele.

Abel Ferreira já teve sérias conversas com a presidente Leila Pereira em relação a Endrick.

A visão do treinador, que não quer que seja pública, é que o Palmeiras tem 'um raro talento do futebol mundial'. Mas que precisa ser lapidado, ser preparado para suportar a enorme expectativa criada em torno dele. A começar pela imprensa, que já o endeusa. E contou, de forma regressiva, que chegasse esse 21 de julho.

Abel enfrentou até alguns conselheiros que desejavam, pediam a Leila que Endrick fosse levado para o Mundial de Clubes, em fevereiro, nos Emirados Árabes, mesmo com 15 anos. Havia uma brecha no regulamento e, apesar de amador, o menino poderia jogar. 

O treinador já havia feito a Leila a mesma piada que repetiu aos jornalistas. 

"Mundial? O Endrick que vá à Disneylândia."

O garoto tinha um pingo de esperança de ir para a competição profissional. Mas não quis entrar em conflito com o treinador. E foi para a Disneylândia. Mas a europeia. E visitou o Barcelona e o PSG.

Endrick tem contrato com a Nike. Mas já é assediado pela Puma e pela Adidas

Endrick tem contrato com a Nike. Mas já é assediado pela Puma e pela Adidas

Reprodução/Instagram

O jogador poderia assinar o seu primeiro contrato profissional com o clube que quisesse. Ele foi sondado pelo Manchester City, Real Madrid, Barcelona, PSG. Além de "consultas" informais de Flamengo e Atlético Mineiro.

Mas o pai do jogador assumiu ter uma dívida moral com o Palmeiras. Por conta de o clube ter sido o único que acreditou no potencial do seu filho. E ter oferecido condições à família para que sobrevivesse em São Paulo, com o singelo emprego na limpeza do CT da Barra Funda.

Aos 16 anos, Endrick tem o que Pelé jamais sonharia com a mesma idade. Contrato com a Nike, que vence em 2023, e o jogador já é assediado pela Puma e pela Adidas. Tem nutricionista, psicólogo, preparador físico, fisiologista e até coach. Para que suporte psicologicamente o que vai viver a partir de hoje.

Seu estafe, que tem como um dos contratados o ex-empresário de Neymar, Kaká e Robinho, Vagner Ribeiro, procurou cercar o atacante do que há de mais moderno no futebol mundial.

Os planos para Endrick, que está se tratando de uma entorse no tornozelo direito, são simples. Com o contrato profissional assinado, ele passará a treinar com o time principal. Mas seguirá atuando na base. Para ser incorporado de vez em 2023.

A intenção de Abel Ferreira é ir "lapidando" o atacante nestes cinco meses que faltam para acabar o ano. Se ele achar conveniente, vai colocá-lo em alguns jogos sem grande responsabilidade. Ele segue acreditando que, aos 16 anos e com tanta pressão, Endrick, sem experiência, poderia ser "queimado".

A trajetória de Endrick já está traçada.

O desejo é usar os três anos de contrato com o Palmeiras para que o jogador desenvolva seu potencial. E, com 19 anos, que ele possa ir para a Europa. Estudar com calma a melhor proposta. A não ser que Endrick consiga um desempenho fora do comum que faça com que uma equipe do exterior aceite pagar sua multa rescisória.

Mas ele só irá para o clube que desejar, mesmo que sejam oferecidos os R$ 332 milhões que o Palmeiras deseja.

Conselheiros garantem, sem comprovação, que o primeiro salário de Endrick será de R$ 90 mil mensais. No próximo ano, ganhará R$ 120 mil. E em 2024, a previsão é de R$ 150 mil. Mas nada impede que, no caminho, o jogador e o Palmeiras façam uma antecipação de renovação e seu salário seja aumentado, crescendo a multa rescisória.

O "fracasso" com Gabriel Veron serve de referência no Palmeiras. De tudo o que não deve ser feito. Abel Ferreira acreditava muito no potencial do atacante de 19 anos que, há dois anos, foi escolhido como o melhor do Mundial Sub-17. 

Veron não conseguiu nem se firmar como titular. E foi vendido muito abaixo do valor com que a direção do Palmeiras sonhava. "Apenas" R$ 55 milhões. Ele também tinha multa de R$ 332 milhões.

Capa do Sport, jornal da Catalunha. Destaca o 'desejo' de Endrick...

Capa do Sport, jornal da Catalunha. Destaca o 'desejo' de Endrick...

Reprodução/Sport

Endrick demonstra ter muito maior potencial que Veron.

Por isso, Abel e a cúpula palmeirense garantem. Ele será muito mais bem cuidado. 

Sem precipitações.

Mas com uma pesada certeza.

Capa do Marca, jornal de Madrid. Destaca o 'desejo' de Endrick...

Capa do Marca, jornal de Madrid. Destaca o 'desejo' de Endrick...

Reprodução/Marca

O melhor jogador da história revelado pelo Palmeiras começa sua vida profissional hoje.

Cercado de imensa expectativa.

Muito maior do que aquela em torno de Gabriel Jesus.

Mazzola ou Vágner Love.

A resposta cabe a um garoto de 16 anos...

Fifa 23 terá mulher na capa oficial pela primeira vez na história

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas