Clubes enfrentam jogadores. E diminuem salários

Os clubes até que enfrentaram março. Mas a diminuição dos salários chegará para valer em abril.  Situação é tensa, constrangedora. Pandemia

Botafogo, de Honda, vai bancar salário integral de abril

Botafogo, de Honda, vai bancar salário integral de abril

Reprodução Twitter

São Paulo, Brasil

Até que alguns clubes suportaram.

E pagaram integralmente março.

Mas o salário de abril será problemático.

A pandemia do coronavírus já atinge economicamente as equipes.

Pequenas, médias e grandes.

A Globo não está pagando parcelas dos Estaduais e do Brasileiro, a falta de arrecadação, patrocinadores avisando que contratos estão suspenso, sócios-torcedores deixando de bancar as mensalidades.

A saída para os clubes foi cortar salários dos jogadores.

O Grêmio deu a partida, diminuindo em 25% os salários dos seus atletas.

No eixo Rio-São Paulo, Flamengo, Botafogo, Corinthians e Palmeiras avisaram publicamente que não cortariam o salário de março. Mas que iriam analisar os vencimentos de abril.

O estranho é o Botafogo, clube de maior dívida do Brasil, cerca de R$ 1 bilhão, mas pagará integralmente seus atletas.

O São Paulo cortou 50% dos salários, prometendo pagar, depois da volta do futebol, mas em parcelas.

A diretoria do Santos também queria 50%. Mas acertou com os atletas, 30%. 15% devolvidos. Os dirigentes prometem descontar só em maio. Mas não será surpresa se já começar em abril.

Os dirigentes remunerados do Fluminense diminuíram em 15% seus salários para que os funcionários recebessem março. Analisa o que fará em relação aos jogadores, a redução será entre 15% e 25%, dependendo do valor do salário.

O Vasco está mergulhado na crise financeira, independente de pandemia. Os salários já acumulavam três meses de atraso. Agora, são dois. Os atletas saíram de férias sem combinar a redução de 25% que a diretoria quer impor.

Não houve conversa por conta do atraso dos salários.

Dos 20 clubes da elite, da Série A, só Bragantino e Coritiba se comprometeram publicamente em não diminuir os salários dos jogadores durante a pandemia.

A situação é complicada no futebol brasileiro...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Memes: falta de futebol deixa internautas 'doentes' de saudades