Cosme Rímoli Aberta temporada de 'caça baladeiros'. Marrony e Dylan 'pegos'

Aberta temporada de 'caça baladeiros'. Marrony e Dylan 'pegos'

Primeiro, Ramires, com contrato rescindido com o Palmeiras, 'capturado' pela Mancha, na balada, em plena pandemia. Agora, Marrony e Dylan, do Atlético

  • Cosme Rímoli | Do R7

Membros da Galoucura cercam Marrony. E cobram balada na pandemia

Membros da Galoucura cercam Marrony. E cobram balada na pandemia

Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil

Primeiro foi Ramires.

Flagrado por membros da Mancha Verde em uma casa notura, repleta de homens e mulheres sem máscaras, em plena pandemia.

As imagens chegaram até o comando da organizada.

A decisão foi colocá-las na página oficial da torcida.

E exigir da diretoria a rescisão de contrato.

O blog acompanhou a reação negativa na diretoria, que tinha de lidar com um surto de covid, que chegou a ter 19 infectados.

E publicou que o clube estudava a sério a decisão de rescindir o contrato do jogador de 32 anos, com salários e luvas de cerca de R$ 1 milhão e com contrato até 2023.

Primeiro, foi divulgado que o clube teria multado o volante.

Mas, em seguida, na semana passada, a rescisão.

A cúpula da Mancha Verde ficou satisfeita.

E avisou aos seus membros para seguirem vigilantes, qualquer jogador que for visto em noitadas, a ordem é clara. Filmar, fotografar, cobrar, expor o atleta ond estiver.

Depois, a cúpula exigirá, como fez com Ramires, sua saída no Palmeiras.

A saída do jogador foi vista pelas demais organizadas como uma vitória. 

A Mancha Verde 'colaborou' com o Palmeiras.

E outras querem 'colaborar' também.

Para evitar a propagação de coronavírus.

Foi aberta a temporada de caça de atletas na balada.

E a Galoucura, principal organizada do Atlético Mineiro, capturou  Marrony e Dylan Borrero em uma balada, no início desta madrugada, em Belo Horizonte.

Acabaram cercados por torcedores, que foram avisados da presença da dupla e foram ao encontro dos dois.

Foram filmados.

Duramente cobrados.

Chamados de irresponsáveis.

Marrony até tentou argumentar.

"Eu já peguei...", disse, tenso.

Mas os torcedores, sem máscaras, seguiram com a pressão.

Os jogadores recuaram, amedrontados, com medo de apanhar.

Deixaram imediatamente o local.

Em seguida, nas redes sociais, a torcida postou o vídeo do sucesso de sua 'caçada'.

"Todos tem acompanhado a "crise" do Covid-19 em nosso elenco e comissão técnica.

"E hoje, domingo, por volta de meia noite, recebemos a informação que os jogadores MARRONY e DYLAN BORRERO estavam numa balada.

"Isso mesmo!!! Em plena pandemia, estes irresponsáveis estão em balada, com sério risco de se contaminar pelo Covid e ainda passar para os demais jogadores.

"Que irresponsabilidade!

"A fiscalização continua, independentemente de qual jogador for, nós iremos cobrar.

Ramires flagrado na balada pela Mancha Verde. Palmeiras rescindiu seu contrato.

Ramires flagrado na balada pela Mancha Verde. Palmeiras rescindiu seu contrato.

Reprodução/Twitter

"Nós não aceitaremos isso jamais! Nenhum jogador é maior que a instituição Clube Atlético Mineiro.

"SOMOS O CLUBE ATLÉTICO MINEIRO - O CONTROLE DA SITUAÇÃO."

O Atlético, líder do Brasileiro, sofreu com a Covid.

Foram 11 jogadores infectados da equipe principal: os goleiros Victor, Everson e Rafael, os zagueiros Gabriel e Réver, o lateral-direito Guga, os volantes Alan Franco, Allan e Jair, o meia Sávio e o atacante Eduardo Vargas.

A direção do Atlético deve multar os atletas.

Organizadas do Brasil todo estão a postos.

A temporada de caça 'baladeiros' vai seguir...

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Com quartos temáticos! Conheça casa de Hulk em Orlando

Últimas